Emerson Sheik fala sobre carreira, aposentadoria e Titi no canal Resenha Delas, da Rede Snack


O jogador lembrou ainda de fatos curiosos da época do Mundial

Emerson Sheik deu uma entrevista cheia de revelações para Marina Sanchez e Lara Lopes do canal Resenha Delas, da Snack, maior rede multiplataforma brasileira de social vídeo.

O jogador lembrou do início da carreira e de quando jogou fora do país:

"No Japão eu tinha a necessidade de ajudar a família, tudo se tornou mais fácil, eu precisava muito, não tinha a opção de não gostar do lugar. Eu me adaptei, fui bem, aprendi o idioma, inclusive, porque é muito difícil se comunicar lá. No mundial eu recebi muitas manifestações de carinho dos japoneses. No Qatar eu fui muito bem recebido também, fui contratado pelo Al Sadd, fiz bem três ou quatro temporadas, me naturalizei árabe, no final tive um problema, mas foi resolvido de uma forma muito bacana e eu retornei para o Brasil, para o Flamengo".

Sheik destaca o carinho que recebeu de todos do Corinthians desde o primeiro dia: "A minha história aqui é muito bonita, eu tenho uma gratidão absurda pelo clube, eu não tenho nem como explicar". Ele aproveita para destacar a admiração que sente especialmente por Titi, que ele diz ser uma pessoa sem maldade na cabeça e aproveitou para contar uma situação que envolveu o técnico na época em que iam competir o Mundial.

"O grupo era bem fechado. O Titi pedia muito para que a gente trabalhasse o tempo inteiro com a verdade, se tivesse algum tipo de problema que chegasse e conversasse. Teve um atleta que saiu dos trilhos, acabou mentindo e todo mundo sabia, menos o Titi. Ele foi o último a saber por conta do momento, inclusive a gente tinha um jogo importante no dia e decidiram falar pra ele só depois do jogo, para não tirar o foco, na sequência a gente viajou para o mundial e o Titi teve que chamar esse atleta para conversar com ele. No fim isso acabou sendo importante para a competição, porque esse atleta foi cobrado, o nível de concentração dele aumentou e ele teve uma participação muito grande no mundial. Ser campeão Mundial é incrível!".

Como já havia anunciado, o jogador irá se aposentar no fim do ano. "Eu aposento, porque entendo que foram 20 e poucos anos de carreira, de dedicação, afinco, onde eu construí uma história linda, não só dentro de campo, mas fora também. Fiz vários amigos e agora é o momento de outros, eu já tenho 40 anos, corpinho de 23, 24 (risos). Eu tenho um biótipo que ajuda muito, mas agora é o momento de outros atletas".

Ele diz que sentirá muita falta dos amigos e que sua despedida será em um jogo beneficente chamado, Sheik e Amigos Contra a Fome, que está em sua segunda edição. "Na verdade é um sonho de criança porque eu vim de um lugar muito simples e há muitos anos eu coloquei na cabeça que se a minha carreira desse certo e eu conseguisse alcançar, eu faria algo que pudesse ajudar quem de fato precisa, como um dia eu precisei e não tinha muita gente para ajudar".

Mas não é só pelo seu talento dentro dos campos que ele é lembrado, o jogador também é conhecido por sua tumultuada vida amorosa, inclusive lembrou da época em que ficava com Nicole Bahls e Antônia Fontenelle:

"Sim, eu pegava as duas na época, mas eu também não tinha nada sério com elas. Elas tinham a vida delas e eu não tinha compromisso sério com nenhuma. Quando a agenda batia a gente ficava, saía e conversava. A verdade é que não era nada sério, teve um sentimento de carinho, de gostar e estar perto um do outro".

Quer sabe mais sobre o vídeo? Clique aqui: http://www.youtube.com/watch?v=NSf_dR1uYSw


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

​NOVA SAFRA DE “UMA MULHER DE PESO” NO TLC SEGUE WHITNEY THORE EM FASE CRÍTICA DA CARREIRA E NA VIDA PESSOAL

​EM SAFRA INÉDITA NO TLC, “OS BUSBYS + 5” VIAJAM A NOVA YORK E APOSTAM EM NOVO NEGÓCIO

Série Rotas do Ódio estará com acesso livre no Universal Channel Play nesta semana