Canal L!ke:: DESTAQUES DE 21 A 27 DE JUNHO

Maytê Piragibe, Hugo Bonemer e Anne Braune prepararam conteúdos exclusivos e capricharam nas dicas! O trio também está de suas casas e vai levar o melhor da semana para o público do Canal Like (530 da Claro): entrevistas, participações especiais e as principais novidades da TV por assinatura e do streaming.

"Agenda Like" abre a programação no domingo, 21 de junho, com sugestões para todos os gostos. "Coisa Mais Linda" ganha nova temporada e Anne conversou com o elenco para saber o que vem por aí nos episódios inéditos da série! O papo completo com Maria Casadevall, Pathy Dejesus, Larissa Nunes, Mel Lisboa, Ícaro Silva e Gustavo Machado vai ao ar na segunda, dia 22, no "Entrevista Like em Casa: Coisa Mais Linda". Na terça, no "Entrevista Like em Casa: Caco Ciocler", o diretor e produtor de "A Partida" fala do documentário e de sua estreia direto nas plataformas de streaming. No mês em que é comemorado o Dia do Cinema Nacional, o Like preparou um especial para quarta, dia 24: o "Maratona Like: 10 Filmes Para Comemorar o Dia do Cinema Nacional".

 

AGENDA LIKE

Estreias, especiais, maratonas e muito mais! No "Agenda Like" de domingo, 21 de junho, às 10h, Anne Braune antecipa as principais novidades da TV por assinatura, do VoD e do streaming para a semana. São dicas e curiosidades para todos os gostos!

A semana começa com sugestão para os doguinhos. Em incentivo à "Semana da felicidade canina", o Dog TV ficará com sinal aberto na Claro TV de 21 a 27 de junho. Através de cores, temas e escalas tonais – visuais e sonoras – atraentes para os cães, a função do canal é amenizar esse medo e a ansiedade dos animais que ficam sozinhos em casa, evitando comportamentos destrutivos.

Na terça, 23, "Joias Sobre Rodas" ganha episódios inéditos no Discovery Turbo. A dupla Ant Anstead e Mike continuam no comando das restaurações automotivas, com o trabalho de garimpo de carros clássicos e foco na restauração mecânica. Já no E!, estreia a nova temporada de "Keeping Up With The Kardashians", reality protagonizado pelas irmãs Kim, Koutney e Khloe Kardashian. O cotidiano dessa família bilionária é tão surreal quanto divertido.

Em 2016, os noticiários mundiais foram dominados pelas denúncias de assédio contra o médico da equipe de ginástica norte-americana Larry Nassar. "Atleta A", documentário que chega na quarta, à Netflix, destaca o trabalho dos repórteres que revelaram a história sobre os abusos e os depoimentos de ginastas como Maggie Nichols e de outras sobreviventes.

Na quinta, Drew e Jonathan Scott voltam ao Discovery H&H com "Irmãos à Obra: Lar Sempre Lar". Nesta nova missão, eles auxiliam casais que já estão estabelecidos em suas casas, mas precisam de uma ajuda para torná-las perfeitas.

O fim de semana começa superpoderoso com a invasão de "Mulher-Maravilha" e Gal Gadot na Netflix. O primeiro filme solo da heroína conta a história de Diana, princesa das Amazonas, treinada para ser uma guerreira invencível. Depois da chegada de Steve Trevor à ilha, Diana sai de casa, convencida de que pode interromper o mal que ameaça o mundo.

Três dicas movimentam o sábado. Na HBO, estreia a sequência "Zumbilândia: Atire Duas Vezes", com o elenco original: Emma Stone, Woody Harrelson, Jesse Eisenberg e Abigail Breslin. De zumbis às bruxas. No Paramount Channel, tem "João e Maria: Caçadores de Bruxas". Nessa versão do famoso conto dos Irmãos Grimm, os irmãos foram abandonados pelos pais na sombria floresta e acabam indo parar na casa de uma malvada bruxa. Depois de eliminarem a vilã, João e Maria viram verdadeiros exterminadores de criaturas do mal. Já na Netflix, "Dark" chega à terceira e última temporada.

Domingo é Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+ e o canal Nat Geo preparou uma programação especial para celebrar o amor e o respeito. A maratona temática reúne séries e documentários que exaltam o cotidiano da população LGBT+ no mundo, a luta de ativistas e questões de gênero na sociedade. Entre os destaques, "Explorer Investigation: Intolerância LGBTI+", "O Que nos Define?", "Transgêneros" e "Explorer 2.0". A comemoração continua no HBO Mundi, que exibe o longa mexicano "Los Adoptantes". A comédia segue a decisão de um casal gay de ter filhos, mas eles logo descobrem os muitos obstáculos entre eles e o seu final feliz.

Serviço:

Canal Like: 530 da Claro

No ar domingo, dia 21 de junho, às 10h

Assista também: terça, dia 23 de junho, e quinta, dia 25, às 10h

 


 

ENTREVISTA LIKE EM CASA: COISA MAIS LINDA

Os anos 1960 estão de volta com a nova temporada de "Coisa Mais Linda". Anne Braune conversou com o elenco para saber o que vem por aí nos episódios inéditos da série! O papo completo com Maria Casadevall, Pathy Dejesus, Larissa Nunes, Mel Lisboa, Ícaro Silva e Gustavo Machado vai ao ar na segunda, dia 22 de junho, às 20h, no "Entrevista Like em Casa: Coisa Mais Linda".

"Acho que a Malu termina a primeira temporada no auge de um processo de emancipação e de tomada de consciência. O inicio dessa trajetória, que é brutalmente interrompida por um ato muito violento, machista, misógino, que tira dela a melhor amiga (Lígia, interpretada por Fernanda Vasconcellos), e ela também é vítima. Essas mulheres que estiveram com ela durante toda a primeira temporada, agora, com a chegada da Ivone (Larissa Nunes), são imprescindíveis para esse processo de reconstrução e para que ela se refaça desse trauma", explica Maria Casadevall sobre sua personagem.

Irmã de Adélia (Pathy Dejesus), Ivone ganha mais destaque nos novos episódios. "Essa aproximação com a Malu faz com que ela também se aproxime desse grupo, mostrando mais de si, desse seu processo de amadurecimento", conta Larissa Nunes. A atriz ainda reforça que a nova temporada tem como um dos debates o conceito de sororidade. "Cada uma está vivendo a sua história, seus dramas e traumas, mas existe uma união que, mesmo quando uma mulher diverge da outra, ou vive contextos de vida totalmente diferentes, ainda assim é possível pensar em união e parceria. Reverbera muito a questão do feminicídio. Além disso, a Ivone também traz o olhar da juventude daquela época sobre o contexto de racismo e de machismo", completa Larissa.

Mel Lisboa também fala de Thereza e da transição entre as temporadas. "Todas essas personagens são abaladas pela tragédia. Muda de algum jeito a trajetória delas e expõe suas fragilidades e vulnerabilidades. No caso da Thereza, isso fica muito forte", diz. Intérprete de Adélia, Pathy Dejesus concorda com Mel e destaca: "Acho que vemos de uma forma mais profunda as duas e suas questões internas. A Adélia ainda tem o plus de sair um pouco dessa órbita, de estar ali sempre circulando em torno das histórias da Malu, e ter a sua trajetória mostrada. Isso para mim foi um presente. E trazer um núcleo negro junto com ela! Agora ela tem uma casa, as amigas dela, os parentes dela".

Sobre Capitão, Anne pergunta a Ícaro Silva o que mais lhe anima na nova temporada. "O aumento daquele núcleo, vemos novos personagens no morro. Vemos aproximação e, por um viés de afeto, amor e relações familiares, que não é o que estamos acostumados a ver quando se fala de negritude. Não estamos acostumados a ver essas relações exploradas, mesmo em 2020", comenta.

Gustavo Machado também fala de Roberto e revela o principal desafio de seu personagem: "Ele é um cara rico, bem-sucedido, dono de gravadora, o cara que todo mundo puxa o saco. Com a Malu, ele desmonta. O Roberto é obrigado a aprender a respeitar e valorizar a opinião dela, tanto quanto a dele. Ele tem que baixar esse status para conseguir se relacionar com a Malu, que é uma mulher muito forte, independente e livre. Com muita opinião e autoridade".

Serviço:

Canal Like: 530 da Claro

No ar segunda, dia 22 de junho, às 20h

Assista também: quarta, dia 24 de junho, e sexta, dia 26, às 20h 

 


ENTREVISTA LIKE EM CASA: CACO CIOCLER

Na terça, 23 de junho, às 15h, é a vez de Anne Braune bater um papo com Caco Ciocler sobre o lançamento de "Partida". Com direção e produção do artista, o documentário chega direto às plataformas de streaming.

No "Entrevista Like em Casa: Caco Ciocler", o convidado diz que a produção estreia em um momento especial. "Essa pandemia está fazendo com que esse isolamento, para quem pode ficar isolado, traga uma coisa que acho muito importante, as pessoas voltaram a sentir necessidade de arte. Acho que estávamos em uma correria muito desenfreada, um mundo muito sem espaço, com muitas certezas. Muito binário! O certo, o errado. A esquerda, a direita. O sim, o não. Estávamos sem espaço de incertezas, que é onde a arte floresce. As pessoas voltaram a pensar na finitude, na humanidade, em questões muito íntimas e profundas. E, por isso, estão indo atrás de músicas, livros, filmes, séries", reflete Caco.

Filmado em 2018, "Partida" acompanha a viagem de ônibus da atriz Georgette Fadel – que, com o resultado das eleições no Brasil, promete concorrer à Presidência da República em 2022 – com um grupo formado por distintas visões políticas. O destino é o Uruguai, na tentativa dela se encontrar e conversar com o ex-presidente Pepe Mujica. "O documentário mistura o real e a ficção, e foi todo uma surpresa. Nós  só tínhamos a largada e fixamos um objetivo, que era passar o Ano Novo com o Mujica, mas não sabíamos se ia dar certo. O objetivo era uma desculpa para filmarmos o percurso. Então, nesse sentido, eu não sabia o que ia acontecer, até porque esse time foi sendo formado por acaso. A ideia inicial era eu e Georgette, ela dirigindo e eu filmando", explica Caco. Ele ainda conta que sentiu que estavam com a voz muito unânime e precisavam de uma opinião dissonante. É quando o ator, produtor e empresário Léo Steinbruch entra em cena.

Caco também lembra o período das filmagens, durante o cenário pós-eleições. "O Bolsonaro tinha acabado de ganhar. Metade do Brasil estava muito esperançosa e, a outra, desesperada. Os dois lados não se falavam, tinha briga, famílias se rompendo, e era uma profusão de discussões sem escuta. Na minha opinião, essa falta de escuta não mudou. Por isso, o filme continua atual nesse lugar", explica. Para ele, a produção vai além da questão política. "Não é um filme só sobre isso. Acho que também é sobre utopia", comenta.  

Serviço:

Canal Like: 530 da Claro

No ar terça, dia 23 de junho, às 15h

Assista também: quinta, dia 25 de junho, às 15h

 

MARATONA LIKE: 10 FILMES PARA COMEMORAR O DIA DO CINEMA NACIONAL

No Like, tem cinema brasileiro o ano inteiro! Mas, no mês em que é comemorado o Dia do Cinema Nacional, é ainda mais especial. Na quarta, 24 de junho, à 0h, a "Maratona Like: 10 Filmes Para Comemorar o Dia do Cinema Nacional" reúne dicas com produções que marcaram a última década, em diferentes gêneros.

Destaque em nove categorias do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, "Tropa de Elite 2: o Inimigo Agora É Outro" traz de volta Wagner Moura. O agora coronel Nascimento é afastado do BOPE e vai parar na inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Estado. Lá, descobre que o sistema esconde muito mais podridão e, desta vez, a luta é contra a milícia.

A lista continua com "O Som ao Redor", primeiro longa de ficção de Kleber Mendonça Filho. Vencedor do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro de Melhor Roteiro Original, o suspense conta a história da instalação de uma milícia em uma rua de classe média, na zona sul do Recife. O terceiro filme da maratona é de outro cineasta pernambucano: "Tatuagem", de Hilton Lacerda, que se passa em 1978, ainda na ditadura militar. Duas linhas narrativas se cruzam na trama. Uma é a do agitador cultural Clécio Wanderley Gay, interpretado por Irandhir Santos, que lidera a trupe teatral "Chão de Estrelas". A outra história é a do jovem soldado Fininha - papel de Jesuíta Barbosa. Sua vida é transformada quando assiste a uma apresentação de Clécio. Os dois se envolvem e surge a colisão entre os seus mundos.

Com Fabiula Nascimento, Leandra Leal, Milhem Cortaz e Juliano Cazarré, "O Lobo Atrás da Porta" mistura drama e suspense policial, e se baseia em uma tragédia que chocou o Brasil, o caso da "Fera da Penha". Fabiula e Milhem formam o casal Sylvia e Bernardo. Quando sua filha desaparece, eles vão à delegacia e são interrogados pelo delegado, personagem de Cazarré. Os depoimentos são contraditórios e a investigação vai desembaraçando uma teia de mentiras, paixões, ciúmes e vingança.

Escrito e dirigido por Anna Muylaert, "Que Horas Ela Volta?" mostra o abismo social entre as classes. Na pele da pernambucana Val, Regina Casé se mudou para São Paulo para trabalhar na casa de uma família, além de batalhar por uma vida melhor para a filha, Jéssica (Camila Márdila). Depois de algum tempo, a jovem vai morar com a mãe para prestar vestibular na cidade e, assim que chega, questiona a ordem das coisas na casa dos patrões de Val.

Em "Benzinho", Karine Telles faz Irene, que vive as alegrias e ansiedades típicas de uma mulher comum de classe média. O filho mais velho é convidado para jogar handebol na Alemanha e, além da angústia com a viagem, ela tem que lidar com as instabilidades do marido, Klaus (Otávio Muller); ajudar a problemática irmã, Sônia (Adriana Esteves); e dar atenção para os outros filhos.

"Bacurau" é uma das produções brasileiras mais aclamadas e premiadas nos últimos anos. Com direção de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, venceu o Prêmio do Júri no Festival de Cannes. Os moradores de Bacurau descobrem que o seu pequeno povoado, localizado no sertão brasileiro, literalmente sumiu do mapa. E isso coincide com a chegada de estrangeiros misteriosos, praticantes de um esporte radical que pode colocar em risco a vida naquele lugar.

Serviço:

Canal Like: 530 da Claro

No ar quarta, dia 24 de junho, à 0h

Assista também: sexta, dia 26 de junho, à 0h

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pyong Lee fala do seu namoro atual e conta que já apanhou de namorada

​NOVA SAFRA DE “UMA MULHER DE PESO” NO TLC SEGUE WHITNEY THORE EM FASE CRÍTICA DA CARREIRA E NA VIDA PESSOAL

TLC ESTREIA QUARTA TEMPORADA DE “OS BUSBYS + 5”