TV Globo esquenta os tamborins para o carnaval com séries de reportagens sobre as escolas de samba do Rio e São Paulo

TV GLOBO

No 'RJ1', Mariana Gross e Milton Cunha passam a ancorar o jornal ao vivo dos barracões, na Cidade do Samba. Em São Paulo, o 'SP1' e o 'SP2' exibem séries sobre as 14 escolas do Grupo Especial, além do programa 'SP no Samba'

Já é carnaval na tela da Globo. Acompanhando o ritmo das escolas de samba nos preparativos finais para a maior festa popular do país, a TV Globo mostra, em primeira mão para os telespectadores, os detalhes e curiosidades que serão apresentados nos desfiles da Sapucaí e do Anhembi. A programação tem início com a tradicional ancoragem do 'RJ1' ao vivo da Cidade do Samba, a partir desta quinta-feira, dia 18, com Mariana Gross e Milton Cunha apresentando as 12 escolas do Grupo Especial do Rio de Janeiro.
  
Para mostrar o que contam os enredos de cada uma das 14 escolas do Grupo Especial de São Paulo, que vão falar de temas variados, como os 40 anos da cultura hip hop no Brasil; o centenário do rádio; a importância da agricultura; as narrativas de reis e rainhas do continente africano; o 'SP1' exibe, a partir do dia 24, a série 'Enredo'. Os repórteres Mariana Aldano, Rômulo D'avila, Cristina Mayumi e Lucas Jozino conversam com carnavalescos e com as comunidades para saber tudo o que estão preparando para arrepiar o público na avenida. A série vai ao ar de segunda a sábado.
 
"É muito importante a gente destacar na televisão a cultura do povo preto, que é o que formou o samba. Em São Paulo, no Rio de Janeiro, em qualquer lugar do mundo, o samba é algo democrático, para todos, que une todas as raças, todas as crenças e nós vamos mostrar isso. Fora o toque especial das baterias, que conduz as escolas, cada uma com sua peculiaridade. O ritmo de São Paulo está dentro das baterias. E esse ritmo energizante, pulsante, é o que nós vamos mostrar nas matérias tanto do SP1 quanto do SP2", conta o repórter Lucas Jozimo.
 
As escolas de samba guardam muitas histórias e em uma série de sete reportagens, que será exibida no 'SP2', a partir de 01 de fevereiro, o mesmo time de repórteres mostra quais são as heranças das 14 escolas do Grupo Especial que o público, em geral, não conhece, como a máquina de costura que era da mãe do presidente da Mancha Verde, a cadeira de onde os fundadores da Rosas de Ouro assistiam aos desfiles, o chapéu usado pelo intérprete da escola Dragões da Real. A série 'Heranças' mostra ainda o que é passado de pai para filho por representantes das escolas.
 
Como o samba é escolhido, os bastidores dos desfiles, preparativos e os segredos dos carnavalescos para este ano serão mostrados no programa 'SP no Samba', que terá a estreia da repórter Mariana Aldano como apresentadora. O programa vai ao ar no dia 03 de fevereiro, logo após o 'Jornal Hoje', e será exibido para a capital e grande São Paulo. No mesmo dia, no Rio de Janeiro, Mariana Gross e Milton Cunha apresentam o 'Apoteose do Samba', que celebra os 40 anos da Sapucaí. O programa vai ao ar logo após o 'BBB', com exibição para todo o estado do Rio de Janeiro.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SexPrivé Club: Nova apresentadora

Cine Gloob apresenta mais de 40 filmes no mês de Maio

Filha do cantor Ritchie apresenta nova temporada do programa NOIA no canal Woohoo