MTV ESTREIA DOC-REALITY INÉDITO, DEU POSITIVO, NO DIA MUNDIAL DO HIV E AIDS


 



IDEALIZADO PELA VBRAND E COPRODUZIDO COM A CINE GROUP PARA A FARMACÊUTICA GSK/ViiV HEALTHCARE, A SÉRIE DE TRÊS EPISÓDIOS VAI AO AR A PARTIR DE 1º DE DEZEMBRO, ÀS 20H, SÓ NA MTV

GRAVADO DURANTE A PANDEMIA, DEU POSITIVO APRESENTA A HISTÓRIA DE PESSOAS REAIS QUE VIVEM COM O VÍRUS DO HIV E LIDAM COM OS ESTIGMAS E PRECONCEITOS AO REDOR DA CAUSA



Imagens anexadas | Créditos Divulgação

SÃO PAULO, 25 DE NOVEMBRO DE 2020 - No Dia Mundial do HIV e AIDS, 1º de dezembro, às 20h, a MTV estreia Deu Positivo, projeto idealizado pela Vbrand e coproduzido com a Cine Group para a farmacêutica GSK/ViiV Healthcare. Neste doc-reality inédito, protagonizado por pessoas reais que vivem com o HIV, as pessoas mostram suas histórias com naturalidade e clareza, mas também lidam com estigmas e preconceitos que, até os dias atuais, rondam a causa.

Deu Positivo foi gravado durante a pandemia e contempla três episódios inéditos. Na estreia, o doc-reality conta a história de Victor Bebiano, um multiartista de 23 anos que, recentemente, tornou público que vive com HIV. Victor namora há dois anos com o cenógrafo e aderecista Guilherme Custódio, formando um casal sorodiscordante.

Além do projeto visual encabeçado pelos dois, Victor decidiu gravar uma música e produzir um clipe que apresenta, em formato artístico, a pluralidade de corpos e rostos de pessoas que vivem com HIV. "Enquanto a gente não botar nossa cara, e mostrar quem a gente é, mostrar os nossos corpos, nossos rostos, mostrar como a gente vive, as pessoas vão continuar mantendo aquele estereótipo do passado", afirma ele.

O criador de conteúdo Gabriel Comicholi vai performar no clipe do novo amigo enquanto trocam experiências e debatem sobre assuntos corriqueiros na realidade de pessoas que vivem com HIV, em especial sobre o conceito I=I (Indetectável = Intransmissível).

"A MTV sempre destacou a importância e se manteve envolvida em ações de prevenção ao HIV e, mais do que isso, com foco contra o preconceito que existe ao redor dessa questão ainda hoje. Entrar como parceiro desse projeto, desenvolvido e realizado pela GSK, Vbrand e Cine Group, reforça nosso compromisso em trazer esclarecimento e informação para nossa audiência", afirma Tiago Worcman, Vice-Presidente Sênior de Marcas de Música e Entretenimento da ViacomCBS América Latina.

No Brasil, mais de 900 mil pessoas vivem com HIV1. Dados publicados pelo Ministério da Saúde mostram que, em 2018, das pessoas que vivem com HIV no Brasil, 85% já fizeram teste; destas, 78% estão em tratamento e, desse percentual, 93% apresentam supressão viral1.

"Ao longo dos anos a GSK/ViiV Healthcare tem desenvolvido diversas ações para desmistificar questões em torno do tema HIV, especialmente para jovens entre os quais há um aumento do número de infecções. Com a série "Deu Positivo", mostramos através de histórias reais que é possível viver com HIV, com qualidade de vida e não transmitir o vírus desde que esteja em tratamento e com carga viral indetectável. Projetos como esse trazem à tona a importância do tema para o enfrentamento do HIV/AIDS no país", comenta Gunnar Riediger, BioTech Business Unit Head da GSK.

"Nós vínhamos conversando com a GSK antes mesmo da pandemia sobre a relevância do entretenimento audiovisual para se conectar, de forma autêntica, com a geração Z, na sensibilização da causa do HIV. Quando idealizamos o projeto sabíamos que o meio ideal para gerar essa conexão seria a MTV e a parceira para uma produção de qualidade inquestionável seria a Cinegroup. O resultado dessa jornada de cocriação, de brand entertainment na essência, é essa série emocionante, impactante e que traduz genuinamente o propósito da marca", explica Fernanda Menegotto, sócia-diretora da Vbrand.

"Encontrar as pessoas vivendo com HIV que fizeram parte desta temporada de "Deu Positivo" foi um processo muito particular e de crescimento para toda a equipe de pesquisa, em especial pela responsabilidade de manter o sigilo sobre a sorologia das pessoas que preferem não divulgar essa informação, o que é um direito delas, assegurado por lei", comenta Luciana Pires, produtora executiva da Cinegroup"Na busca pelos nossos personagens, isso ficou evidente. O medo de abrir a sorologia impossibilitou muitos heterossexuais de toparem participar do programa, e isso revela um desafio enorme para nossa sociedade. Enquanto não quebrarmos barreira atrás de barreira contra a sorofobia, ainda teremos pessoas que chegam a prejudicar seus tratamentos por medo de sofrerem intimidações, vergonha, violências e discriminação por viverem com HIV".

Deu Postivo é um projeto da farmacêutica GSK/ViiV Healthcare coproduzido pela Vbrand e Cine Group com promoção da MTV Brasil.

Confira a sinopse dos demais episódios:



segundo episódio conta a história de André Araújo (32), um jovem potiguar que chegou a São Paulo para expandir seus horizontes, no mesmo momento que recebe o diagnóstico de que vive com HIV. Engajado na militância artística contra sorofobia, sua jornada vai ser acompanhada por Micaela Cyrino.

Lucas Raniel convida a jovem Victória Petrinni (26) para conhecer um projeto de acolhimento e ouve sua história de relação sorodiferente com a namorada Gabi (25). Lucas vai com André até o estúdio de tatuagem de um ex-amigo para ajudá-los a se reaproximarem e superarem a sorofobia do tatuador. Por fim, André convida todos os participantes para assistirem a performance. Impactados pela performance cada participante compartilha o relato de sua transformação.



terceiro episódio conta a história de Emer Conatus, um educador cultural de 26 anos, que vive com HIV e atua em diversas ações para informar e educar. A iniciativa mais recente de Emer é o podcast Preto Positivo, que ele co-produz com Raul Nunnes.

No episódio, Emer vai convidar a artista plástica Micaela Cyrino para participar do podcast. Em paralelo, há uma história B, na qual o digital influencer Lucas Raniel irá encontrar Renata Ferreira para uma massagem. Renata estuda estética e faz um importante trabalho como vice-presidente de um grupo de apoio que atua em comunidades.

O episódio terá como tema principal a importância das redes de afeto para propagar informação e superar o preconceito contra o HIV.

SERVIÇO - ESTREIA DEU POSITIVO

Estreia: 1º, 2 e 3 de dezembro, às 20h, só na MTV.

Nota de esclarecimento: As gravações da série Deu Positivo respeitaram os protocolos de segurança de produções audiovisuais, as recomendações das autoridades de saúde e as normas vigentes do poder público para conter a pandemia do Covid-19 em 2020. Toda a equipe e os personagens participantes da série fizeram testes clínicos e todos os exames apresentaram resultado negativo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fenômeno nas redes sociais, Maru Karv estreia como apresentadora no “Manda Nudes”

RELACIONAMENTO EXPLOSIVO DE CHANTEL E PEDRO É TEMA DE SÉRIE INÉDITA NO TLC

SÉRIE INÉDITA DO TLC ACOMPANHA CASAIS QUE COMEÇARAM SUAS HISTÓRIAS DE AMOR DENTRO DA CADEIA