É domingo! Conheça as fases e a dinâmica do programa

Globo Principal


Fernanda Gentil e o diretor artístico Raoni Carneiro comentam os bastidores do projeto
A partir do dia 3 de outubro, Fernanda Gentil convida o público a nunca parar de brincar com a estreia do 'Zig Zag Arena', novo programa das tardes de domingo. Brincadeiras clássicas da infância como pique-pega, pique-bandeira e queimado serão levadas para outro nível com a mágica e tecnologia da Globo. Tudo isso em uma superprodução, uma mega-arena recheada de tecnologia, luzes e cores; e um palco gigantesco, inspirado nos tabuleiros de pinball dos anos 80.    
 
As regras e as fases do Zig Zag 
 
Como funciona esse jogo? A cada semana, dois times de seis pessoas – que poderão ser famosos ou anônimos – disputam entre si em três grandes fases: 'Pique-Pega', 'Megaball' e 'Tudo ou Nada'. 
 
1ª fase - 'Pique-Pega' 
 
O Pique-Pega se mistura com outros dois clássicos: Pique-Bandeira e Polícia e Ladrão. Mas no 'Zig Zag Arena', a vantagem do início do jogo não seria definida com um simples par ou ímpar. Um mini-game, que pode ser desde uma Corrida no Saco" até um disputado Cabo de Guerra, é o que irá definir qual equipe poderá escolher se será a "pegadora" ou a "fugitiva".   
  
Nessa fase, os "fugitivos" têm 10 segundos para explorar a arena e tentar roubar algumas das quatro bandeiras espalhadas pelo cenário. Passado esse tempo, precisarão correr e se esconder, driblando a equipe adversária e os diversos obstáculos, para não serem "presos" - ou melhor, "cancelados". Coletes de LED inteligentes, desenvolvidos especialmente para as dinâmicas do 'Zig Zag Arena', sinalizam quando o fugitivo está livre, quando foi pego e quando está imune. Ao final, participantes "cancelados" e bandeiras capturadas acumulam os primeiros pontos dos times. Mas esse é só o início.  
  
2ª fase - 'Megaball' 
  
Uma mistura de basquete, futebol e queimado em uma enorme arena com 16 camas elásticas e bolas gigantes, é um dos pontos altos da competição. Disputando entre si, os dois times precisam defender o seu lado do campo enquanto tentam marcar pontos no adversário. Cada gol vale um ponto e cada cesta, dois. Quando uma das equipes comete três faltas, o "pênalti" é cobrado - e é aqui que entra o queimado. Em uma disputa um a um, o último jogador que sofreu a falta tem uma chance de 30 segundos para "queimar" o jogador que a cometeu. Caso acerte, a equipe conquista mais três pontos. Um detalhe: a Megabola pode ser liberada a qualquer momento do jogo e vale cinco pontos, seja em um gol ou cesta.  
 
3ª fase - 'Tudo ou Nada' 
  
Na terceira e última fase, o jogo pode mudar completamente. A equipe que tiver acumulado mais pontos poderá escolher se prefere ser "Pegadora" ou "Fugitiva". Em uma estrutura de três andares inspirada em um cubo mágico, o objetivo é um só: três fugitivos têm um minuto para correr muito e escapar de dois pegadores. A tarefa não será nada fácil para nenhum dos times, já que precisarão driblar obstáculos, catracas, escorregas, escadas, sacos de box, além de um labirinto, cano de bombeiros e portas automáticas, que se fecham no acionar de um botão. Caso os três fugitivos sejam capturados, o time "Pegador' vence. Mas, caso algum dos fugitivos consiga escapar dos pegadores dentro do tempo, ele garante a vitória para seu time. Ao final, os vencedores garantem, além do título de campeão, uma premiação de R$30 mil. 
 
Os peões do tabuleiro 
 
Famosos e anônimos foram escalados para se divertirem nessa grande brincadeira. Grupos formados por cantores, atores, humoristas, apresentadores, ex-participantes de realities e seus amigos e familiares competirão entre si nas tardes de domingo, no palco do  'Zig Zag Arena'. Além das celebridades, Fernanda Gentil também receberá anônimos, profissionais de diversas áreas de atuação, para brincarem nesse gigantesco tabuleiro de pinball, como médicos e enfermeiros, motoristas, garçons, garis e seus colegas e parceiros de trabalho.  
 
Com seis participantes para cada lado, sendo sempre três homens e três mulheres, os competidores precisarão se organizar internamente e definir as melhores estratégias em cada uma das partidas a fim de conseguir acumular mais pontos e se consagrar como campeões.  
 
Uma arena high-tech  
 
Se brincar na rua já era bom, imagina ter as mesmas brincadeiras em um estúdio de 1500m², completamente inteligente e automatizado. Assim é o 'Zig Zag Arena'! Os jogos mais marcantes recebem uma nova roupagem e uma boa dose de tecnologia, ficando ainda mais divertidos e modernos. O estúdio megacolorido é dividido em três grandes áreas – cada uma abriga uma fase do jogo.   
 
Os "cabiners"  
 
No 'Zig Zag Arena', as brincadeiras são como esportes. E para isso, além de juízes profissionais atentos a qualquer eventual falta, um elenco à altura foi escalado para completar o time: Everaldo Marques, narrador do Esporte da Globo, será o responsável por observar cada lance e transmitir, com todo o seu carisma, a energia dos competidores; ao lado dele, a jogadora Hortência e o humorista Marco Luque ficarão à cargo dos comentários dos melhores momentos, com olhar atento e muito bom humor.  
 
'Zig Zag Arena' é um formato inédito, com apresentação de Fernanda Gentil, direção artística de Raoni Carneiro e direção de gênero de Boninho. 
  
ENTREVISTA COM A APRESENTADORA FERNANDA GENTIL
  
Você veio do esporte para o entretenimento e agora estará à frente de um programa que mistura esses dois mundos. Como reagiu ao convite e o que achou da experiência? 
Fernanda Gentil: Quando o Raoni me convidou, me senti muito especial por acreditarem que eu teria algo a acrescentar ao projeto. Me senti sortuda e honrada com o convite. E logo depois bateu aquela adrenalina de encarar um novo desafio, que é um sentimento que me move. O 'Zig Zag' é a união desses dois mundos que amo e eu mergulhei com tudo nesse jogo. Foi uma delícia! Agradeço muito pela oportunidade de levar, em tempos tão delicados, um pouco de leveza e de diversão; de poder proporcionar o resgate daquela memória tão gostosa da infância.  
  
O que destaca nas gravações? 
Fernanda Gentil: Foi muito legal ver a sensação das pessoas que vieram brincar com a gente. Quem perde, pede para ter uma revanche. Quem ganha, quer voltar para ganhar de novo. O programa não só trouxe nos participantes essa memória afetiva, mas também fez com que as pessoas revivessem a época em que jogavam na rua; a emoção, a competitividade. E essa brincadeira conseguiu ficar ainda melhor com a mágica da Globo. A tecnologia mergulhou de cabeça no projeto e, com todo mérito, criou essa arena toda conectada, cheia de cores, luzes e fumaça.    
 
Essa é a primeira vez que você apresenta um programa com esse formato. Chegou a buscar alguma referência? 
Fernanda Gentil: Quando me apresentaram ao projeto, entendi que estaríamos criando tudo do zero. A equipe de criação e o Raoni pegaram literalmente uma folha em branco e começaram a escrever. Não encontrei muitas referências de algo parecido porque o projeto é realmente inédito. As referências que busquei foram na minha própria infância, nas memórias que eu tenho das brincadeiras da minha rua, e como eu me sentia enquanto brincava. Joguei muito pique-esconde, pique-pega, queimado... a minha apresentação do programa foi com esse objetivo, de tentar fazer com que as pessoas também embarquem em uma viagem de volta à infância a cada domingo.  
  
Você brincou na arena? 
Fernanda Gentil: É claro, né? Não ficaria só apresentando! (risos) Foi muito gostoso o período "pré-temporada", quando rolaram os testes. Eu, Everaldo, Marco Luque e Hortência brincamos com a equipe e foi muito divertido. Conseguimos ter uma prévia de como seria o programa e sentimos na pele o que as pessoas iriam viver. Foi sensacional! 
  
ENTREVISTA COM O DIRETOR RAONI CARNEIRO
 
O 'Zig Zag Arena' é um formato inédito. Como foi a concepção desse projeto? 
Raoni Carneiro: Tudo partiu da proposta de fazermos um programa com brincadeiras de criança. Pique-pega, pique-esconde, queimado... esses são clássicos da infância de várias gerações. Além disso, quando a gente é criança, o mundo todo parece ser grande, maior do que realmente é. A partir dessa percepção, pensamos em construir essa arena gigante, que, além do tamanho, ainda impressiona pelas cores, luzes e é equipada com o que há de mais moderno em termos de tecnologia. 
 
Quais foram os maiores desafios desse projeto? 
Raoni Carneiro: É um desafio gigante fazer um projeto desse tamanho por si só. A gente partiu da premissa das brincadeiras em uma arena completamente conectada e tecnológica, mas ao mesmo tempo não poderíamos perder a essência simples dos jogos de infância, daquele resgate de uma memória afetiva. Esse foi um desafio. Outro, foi buscar o ineditismo e a originalidade. Buscamos um projeto com a nossa marca, a nossa digital. E acho que a gente conseguiu, construímos um sonho. Só com um time tão coeso e com a estrutura da Globo é que foi possível realizar um projeto desde tamanho. Sem dúvidas, o 'Zig Zag Arena' foi o maior desafio da minha carreira. 
 
Como foi a escolha dos participantes? 
Raoni Carneiro: A temporada é dividida entre famosos e anônimos. Artistas, cantores, atletas e apresentadores são alguns dos talentos que vão brincar com a gente. Já no time de anônimos, escolhemos grupos de trabalhadores de diversos cantos do país, de diversas categorias. Convidamos para a brincadeira pessoas que representassem um pouco de todos nós de alguma maneira, profissionais como médicos, enfermeiros, professores, garis, mecânicos e garçons. 
 
Além da diversão e da tecnologia, que outro elemento vocês incorporaram à dinâmica do programa? 
Raoni Carneiro: Um elemento que surgiu ao longo das gravações foi a emoção – e imagino que o público também vá se emocionar ao assistir. Tivemos participantes, lances e jogadas surpreendentes. E a química entre Fernanda, Everaldo, Hortência e Marco Luque está sensacional. É um programa para, além de se divertir, se emocionar, torcer e vibrar. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fenômeno nas redes sociais, Maru Karv estreia como apresentadora no “Manda Nudes”

Lifetime Movies: A História de Chris Porco resgata caso de filho que matou o pai e desfigurou a mãe

SexPrivé apresenta ‘ménage à trois ao vivo’ em feira virtual de negócios do mercado adulto