E! ENTERTAINMENT ESTREIA DOCUMENTÁRIO ORIGINAL SOBRE DIVERSIDADE DA ARTE DRAG

 
 
GRANDE ESTREIA, 23 DE NOVEMBRO, ÀS 21H50


 

 

O novo documentário original do E! Entertainment apresenta a diversidade da drag
a partir da história de cinco artistas: Don Valentim, Ginger Moon,
Malayka SN, Natasha Princess e Penelopy Jean
 

Don Valentim (Foto: Mood Hunter | Divulgação E!)

Créditos: Mood Hunter / Divulgação E! Entertainment

 

São Paulo, 16 de novembro -- ALL THAT DRAG, o novo documentário do E! Entertainment, que promete apresentar a pluralidade da cena drag brasileira contemporânea, já tem data de estreia. O longa será exibido na quarta-feira, dia 23 de novembro, às 21h50.

Mais uma produção original do canal E! no Brasil, o documentário apresenta a história de cinco artistas brasileiras: Malayka SN, Ginger Moon, Don Valentim, Natasha Princess e Penelopy Jean.

A partir desse recorte, o filme desmistifica essa arte e mostra que qualquer pessoa pode ser drag, independentemente de gênero, raça, sexualidade ou classe social. O documentário apresenta as várias expressões artísticas dentro desse rico universo de drag queens, drag kings, drag monstras, etc.


Ideia original de Marcello Coltro, produtor executivo do documentário e sob o olhar atento de uma equipe de audiovisual formada por drags, que faz questão de trabalhar montada, o E! aposta na diversidade, não apenas em frente às câmeras, mas nos bastidores.

 

ALL THAT DRAG é dirigido por Rafael Barioni e Toni Dri - que dá vida à drag Maluvitta -, tem roteiro das drags Audácia (Felipe Santo) e Lilith Prexeva (Felipe Lemos), direção de arte da drag Kitty Bowie (Feg Iranço) e direção de fotografia de Milena Seta.


"É incrível poder estar montada de drag dirigindo o documentário, junto com uma equipe também de drags. Hoje em dia, muito se fala sobre representatividade, mas acredito que existe algo ainda mais importante que é o protagonismo. Faz toda diferença quando a gente envolve as pessoas em todos os processos, neste caso, para produzir e não só estar em frente às câmeras", acredita Maluvitta (Toni Dri).


"Tanto o canal quanto a produtora deram total liberdade para a gente criar e colocar nossa vivência real neste projeto. Em vez de ser o olhar de uma pessoa que não conhece o universo, só pesquisa ou tem seu ponto de vista, a gente conseguiu trazer toda essa verdade e acho que isso fez a diferença no resultado, com certeza muito mais humano", completa Maluvitta.


Entre entrevistas inéditas, performances especiais, registros de bastidores de shows e da intimidade das personagens, as gravações aconteceram durante o mês de julho, em São Paulo e Salvador - duas capitais brasileiras onde a arte drag se tornou referência no país nos últimos anos.


Em São Paulo, o documentário acompanha a trajetória do casal de drag queen e drag king Ginger Moon e Don Valentim; da drag travesti e princesa do bate-cabelo, Natasha Princess; e da apresentadora Penelopy Jean, estrela da franquia "Drag Me as a Queen", também do E!. Na capital paulista, as filmagens aconteceram nas casas das drags, no Teatro Pequeno Ato e na festa Next Generation.


Já em Salvador, a produção apresenta a drag e educadora Malayka SN, do coletivo Casa Monxtra. Malayka usa seu corpo como uma tela para se expressar em intervenções artísticas que questionam a questão de gênero e levam os espectadores de seus shows e performances reflexões e quebras de paradigmas. As locações em Salvador incluíram o Pelourinho e a casa noturna tradicional Âncora do Marujo.


Além de acompanhar de perto a intimidade das cinco queens, as filmagens do documentário contam ainda com depoimentos de outras artistas que fizeram história na cena drag brasileira, como Alexia Twister, Malonna, Valerie O'harah e Marcinha do Corintho.
 

ALL THAT DRAG reforça a estratégia do E! de apostar em produções originais nacionais e apoiar a Diversidade, a Equidade e a Inclusão (DEI), pilares da NBCUniversal e da campanha institucional Vozes do E!, lançada em 2019.


Com a campanha, o canal se compromete a amplificar a voz a todos os indivíduos, especialmente às mulheres, independentemente de cor, idade, gênero e padrões de beleza. Fazem parte dessa iniciativa séries como "Beleza GG", "Born to Fashion", "Juju Boot Camp", "Os Szafirs", "Luana é de Lua", "Drag Me as a Queen" e o documentário "Vozes do E!".


As ações de "Vozes do E!" vão além do canal linear, chegando também às plataformas digitais, em projetos como "Histórias Inspiradoras" e "Feras do E!". O canal tem novos projetos em andamento, seguindo as diretrizes de Diversidade, Equidade e Inclusão (DEI).

SOBRE AS PROTAGONISTAS


DON VALENTIM - Don Valentim é um drag king, com raízes no circo e nas artes plásticas. Valentim, a pessoa que dá vida a ele, tem 28 anos e é um homem trans não binário. Com a sua arte, conseguiu dar vazão à sua identidade de gênero, além de conquistar um espaço enorme no mundo drag, sendo referência como king, um lado da arte drag ainda pouco conhecido. Don é namorado de Ginger e eles dividem a vida: moram juntos e seus processos criativos se misturam e têm muita troca.

GINGER MOON -- Ginger Moon é uma drag queen feita por uma mulher cis que abriu espaços e virou referência para inúmeras mulheres, provando, em um mundo drag formado principalmente por homens cis gays, que essa arte não tem gênero nem rótulos. Ginger tem 25 anos, é atriz e bailarina de formação e, além disso, traz em sua identidade artística a militância do corpo gordo e junta sua pesquisa do universo burlesco ao mundo drag. Ginger é namorada de Don Valentin e eles moram juntos.

MALAYKA SN - Malayka é de Salvador e uma das fundadoras da cena drag monstra da cidade. Possui uma pesquisa drag ligada à sua formação universitária de arte-educadora e se entende como artista e performer para além de drag queen. Em sua proposta artística, busca viver o coletivo em sua integridade: Malayka participa da Casa Monxtra, grupo que, assim como ela, pesquisa a arte drag com foco em elementos que se distanciam da representação do feminino convencional: o animalesco, o orgânico, o monstruoso e o grotesco.

NATASHA PRINCESS - Travesti, residente do Capão Redondo, em São Paulo, com uma carreira drag de 12 anos, tendo apenas 27. Aos 18 anos, ganhou o concurso Drag Danger, um dos maiores da capital paulista. Representante do bate-cabelo, movimento drag criado pela icônica Márcia Pantera, e que é a cara da drag queen dos anos 90 no Brasil, Natasha é furiosa nos palcos e na vida. Em sua persona, une as referências estéticas do universo pop, sem deixar de lado a escola que a criou, bem como o clássico ao contemporâneo e fazendo presença desde as boates até o universo das artes visuais.

PENELOPY JEAN - Apesar de ser ainda muito jovem, Penelopy Jean tem uma longa e frutífera carreira como drag queen. A artista reúne muitos talentos que se refletem em diversas áreas de atuação: é DJ, influencer e performer, além de personificar nos palcos a cantora Lady Gaga, trabalho que mostrou sua arte ao grande público. Na televisão, além de ter participado de inúmeros programas e entrevistas, foi apresentadora da atração Drag Me as a Queen".

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

NICKELODEON ESTREIA SPYDERS

Pode preparar a pipoca!

Influenciadora Stephanie Silveira posta fotos sensuais do seu dia a dia na Privacy