Série "Corações e mentes, escolas que transformam" estreia simultaneamente na plataforma Videocamp e no canal GNT



Dirigida por Cacau Rhoden, de "Nunca me Sonharam", a sequência é dividida em quatro episódios que mostram escolas brasileiras que estão protagonizando grandes transformações na educação


Mostrar as experiências e as práticas pedagógicas de escolas no país que protagonizam transformações na educação é o tema abordado na série de quatro episódios "Corações e mentes, escolas que transformam", que estreia simultaneamente no Videocamp - plataforma online e gratuita que disponibiliza produções de cinema que buscam impacto e transformação -, e no canal GNT a partir do dia 05 de outubro.

A série apresenta ações realizadas por oito escolas que repensaram seus processos de ensino e aprendizagem. Toda sexta-feira do mês de outubro, um novo capítulo estará disponível na íntegra no Videocamp, e no GNT, às 23h59 do mesmo dia. Os episódios abordam a importância da empatia, do trabalho em equipe, da criatividade e do protagonismo nas práticas de escolas públicas, comunitárias e particulares de São Paulo, Paraná, Bahia, Pernambuco, Ceará e Amazonas. O Videocamp já disponibiliza os links para que as exibições sejam agendadas com antecedência.

A sequência mostrará como essas iniciativas contribuem para que jovens, crianças e adultos se tornem criadores de novas formas de ser, conviver e pensar, e que coloquem em prática mudanças cruciais em suas vidas e comunidades. "A série mostra que a escola como conhecemos está sendo reinventada em todo país. A principal inovação desses lugares é ter as relações humanas como foco do trabalho pedagógico e a ética de nunca deixar nenhum estudante para trás", explica Erika Pisaneschi, diretora da área de Educação e Cultura da Infância do Alana.

Cacau Rhoden, diretor da série, explica que esse é um convite para que os educadores se inspirem como agentes de transformação. "Com esse projeto queremos espelhar realidades, ouvir experiências, inspirar por meio do incerto, do mutante, ou seja, deixar que a transformação seja algo livre, como ela deve ser. A educação deve ser aberta e em constante transformação", analisa Rhoden.

"Corações e mentes, escolas que transformam" é uma produção da Maria Farinha Filmes, iniciativa do Instituto Alana, Ashoka e Itaú Social e apoio da Gávea investimento e Mercur.

Crédito Reprodução
Crédito Reprodução
Crédito Reprodução
Crédito Reprodução
Crédito Reprodução


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

​EM SAFRA INÉDITA NO TLC, “OS BUSBYS + 5” VIAJAM A NOVA YORK E APOSTAM EM NOVO NEGÓCIO

​NOVA SAFRA DE “UMA MULHER DE PESO” NO TLC SEGUE WHITNEY THORE EM FASE CRÍTICA DA CARREIRA E NA VIDA PESSOAL

Série Rotas do Ódio estará com acesso livre no Universal Channel Play nesta semana