Gols, apresentações espetaculares e ajuda brasileira: o legado de Lionel Messi em LaLiga



Dez vezes campeão de LaLiga, astro argentino, que se despediu do Barcelona no último domingo, é o recordista de gols e assistências da competição



Quando o luso-brasileiro Deco deixou o gramado do Estádio Olímpico de Barcelona para dar lugar a um jovem argentino de 17 anos aos 38 minutos do segundo tempo de um Derby da Catalunha em 26 de outubro de 2004 onde o Barça vencia o a RCD Espanyol por 1 a 0, o mundo não imaginava que aquele adolescente se tornaria o maior nome não só dos culés, mas do futebol mundial nas temporadas que se seguiriam.

Pois foi isso que aconteceu. De um jovem que completava o elenco e era um pupilo de um Ronaldinho Gaúcho dominante no FC Barcelona bicampeão de LaLiga em 2004-05 e 2005-06, Lionel Messi, que se despediu do Barcelona no último domingo (8) acabou se tornando a maior bandeira da história do clube catalão e dono de inúmeros recordes individuais do campeonato

Messi, protagonista da era mais gloriosa da história do Barça, conquistou LaLiga em 10 oportunidades (2004-05, 2005-06, 2008-09, 2009-10, 2010-11, 2012-13, 2014-15, 2015-16, 2017-18 e 2018-19) e levou o prêmio Pichichi, de artilheiro máximo do torneio, em oito oportunidades, com destaque para 2011-12, onde Leo anotou surreais 50 gols, em uma disputa ferrenha contra o português Cristiano Ronaldo, do Real Madrid CF, que anotou 46 tentos pelo clube campeão daquela temporada.

No total, Leo, como é carinhosamente chamado, entrou em campo em jogos de La Liga em 520 oportunidades, onde somou 474 gols e 217 assistências com a camisa barcelonista.

Benção brasileira

Em sua caminhada em La Liga, Messi deixou de lado a rivalidade futebolística entre brasileiros e argentinos, tendo os jogadores de nosso país como alguns de seus grandes parceiros em campo, com destaque para dois em especial: Ronaldinho Gaúcho e Dani Alves.

Foi de R10, então melhor jogador do mundo, o passe para o primeiro gol de Messi como profissional. Foi em 1º de maio de 2005, aos 45 do segundo tempo da vitória do Barça sobre o Albacete por 2 a 0. Na comemoração, o astro brasileiro fez questão de levantar o argentino, que iniciava ali, uma contagem de gols impressionante.

Já Dani, lateral-direito da fase mais vitoriosa da história do FC Barcelona, deu 26 assistências para Messi em LaLiga em 42 oportunidades no total. Na conta, Daniel só fica atrás de outro grande companheiro sul-americano de Leo: o centroavante uruguaio Luís Suárez, com 47.

Messi deixa o FC Barcelona e La Liga com números difíceis de serem superados. E belas imagens que estarão sempre na memória dos apaixonados por futebol.

Não é só Futebol. É LaLiga.

#PlayLaLigaSantander

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fenômeno nas redes sociais, Maru Karv estreia como apresentadora no “Manda Nudes”

Lifetime Movies: A História de Chris Porco resgata caso de filho que matou o pai e desfigurou a mãe

SexPrivé apresenta ‘ménage à trois ao vivo’ em feira virtual de negócios do mercado adulto