“O Caso Escola Base”, série documental inédita, estreia no Canal Brasil no dia 2 de junho

Dirigida por Paulo Henrique Fontenelle, produção traz detalhes e depoimentos sobre o caso policial que chocou o país em 1994


A série documental inédita "O Caso Escola Base", dirigida por Paulo Henrique Fontenelle, estreia dia 2 de junho no Canal Brasil. A produção destrincha por diferentes ângulos e pontos de vista um caso policial que chocou todo o país em 1994, quando donos da escola infantil Base, em São Paulo, foram acusados de abuso sexual contra crianças. Em quatro episódios, a série apresenta o caso através de imagens de arquivo, documentos e fotos nunca antes divulgados e depoimentos dos envolvidos, como Paula Milhin, uma das donas da escola; Dr. Francisco Galvão Bruno, o juiz do caso; e jornalistas que noticiaram os fatos na época. Os episódios serão exibidos no canal às sextas, dois em sequência, nos dias 2 e 9 de junho, às 22h30 e estarão disponíveis no Globoplay + canais a partir da estreia. "O Caso Escola Base" é produzida pela Mistika Produções em coprodução com a Fontenelle Filmes. 


A série volta a março de 1994, quando mães de duas crianças fizeram as denúncias à 6ª DP de São Paulo. De acordo com elas, seus filhos de quatro anos relataram que sofreram abuso sexual com consentimento dos proprietários da escola: Icushiro Shimada, Maria Aparecida Shimada, Paula Milhin. O motorista de van e marido de Paula na época, Maurício Monteiro de Alvarenga, também foi acusado de assédio. O caso tomou uma grande proporção e os quatro foram condenados pela mídia, pela justiça e pela opinião pública, antes mesmo de serem ouvidos ou julgados.


O diretor Paulo Henrique Fontenelle conta como foi o processo de criação da série. "Esse é um projeto que eu tenho há mais de 16 anos. Eu cursava a faculdade de jornalismo na época em que aconteceu o caso e a imagem daquelas pessoas que foram injustiçadas sempre ficou na minha cabeça. Passei anos fazendo pesquisas nas TVs, encontrando pessoas, reunindo documentos e buscando uma parceria que me ajudasse a contar essa história. Foi um processo intenso, desgastante, mas repleto de emoção, tanto nos depoimentos das pessoas envolvidas, como na união de toda a equipe para chegarmos ao fim dessa história", diz.


A produção é contada a partir de imagens de arquivo e depoimentos dos principais personagens do evento. Também participam da série jornalistas como Luis Nassif, ex-comentarista da Band; Boris Casoy, apresentador do SBT; Valmir Salaro, repórter da TV Globo e o primeiro a chegar na escola; e Florestan Fernandes Jr., ex-repórter da TV Cultura, o primeiro a ouvir o lado dos acusados. As filhas de Paula Milhin e Mauricio Monteiro de Alvarenga, Mariana e Marina; Ricardo Shimada, filho do casal Icushiro e Maria Aparecida Shimada, também dão entrevistas à produção. "O Caso Escola Base" traz ainda o depoimento inédito do americano Richard Pedicini que, mesmo sem conhecer ninguém da escola, foi acusado de abuso sexual. 


O primeiro episódio é construído a partir do ponto de vista dos jornalistas que cobriram o caso na época. O segundo foca nos detalhes vivenciados pelos acusados. No terceiro, é apresentada a história do casal Saulo e Mara da Costa, pais de um aluno da Escola Base que receberam um mandado de prisão e foram acusados injustamente de atentado ao pudor. A partir do depoimento dos dois, os jornalistas e o público começaram a desconfiar das acusações. A quarta parte traz mais detalhes sobre a investigação  até chegar no desfecho do caso.


Sobre os depoimentos, Fontenelle comenta que as entrevistas de Paula Milhim e de suas filhas foram as mais carregadas de emoção. "Paula até hoje espera uma reparação financeira e vive com grande dificuldade. Os relatos dela e das filhas sobre os fatos e, principalmente, sobre as consequências do que esse caso representou na vida delas, são muito fortes", afirma o diretor, que também explica sobre a pesquisa para a série. "Eu tive acesso a boa parte do inquérito policial, que serviu de guia para as entrevistas e uma fita de videocassete de uma das vítimas que gravou tudo que aparecia sobre o caso na época em todos os telejornais. Isso nos deu um panorama bem real de como foi a cobertura jornalística na época".



O CASO ESCOLA BASE (2023) (4 X 45')

INÉDITO

Estreia: Sexta, 02/06, às 22h30

Horário: Sextas, às 22h30 (dois episódios em sequência)

Rebatidas: Sábados, às 14h30, e domingos, às 11h

Direção: Paulo Henrique Fontenelle

Classificação: Livre

Sinopse: Uma denúncia de abuso sexual de crianças de uma escola de São Paulo, na década de 1990, promove um "linchamento" público de sete inocentes, motivado pelo sensacionalismo da mídia e pelos erros nas investigações por parte da polícia. A série documental reconta, do ponto de vista das vítimas e dos profissionais de imprensa, esse emblemático evento que se tornou referência nas escolas de jornalismo do Brasil.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SexPrivé Club: Nova apresentadora

Cine Gloob apresenta mais de 40 filmes no mês de Maio

2024