Profissão Repórter desta terça-feira expõe os perigos do câncer de pele

TV GLOBO

Na terceira reportagem da série 'Pra Onde, Brasil', equipe viaja a bordo de um motorhome até o Sul, região com maior incidência de casos da doença no país

No terceiro episódio da série "Pra onde, Brasil", o 'Profissão Repórter' desta terça-feira, dia 23, trata de um dos principais objetivos da ONU para os próximos sete anos: garantir o acesso à saúde de qualidade e promover o bem-estar para todos. A série de cinco episódios fala sobre os desafios do país para cumprir as metas propostas pelas Nações Unidas para um mundo mais sustentável. A bordo de um motorhome, os repórteres Caco Barcellos, Danielle Zampollo e o repórter cinematográfico Alex Gomes foram até a região Sul do Brasil para mostrar porque Santa Cataria e o Rio Grande do Sul são os estados com a maior incidência de casos de câncer de pele no país.

A equipe viajou mais de mil quilômetros ao longo de onze dias para contar histórias de pessoas como a do senhor Breno Jaques, que trabalhou na lavoura de tabaco por mais de 30 anos e hoje possui um câncer de pele não melanoma que provocou graves mutilações em seu rosto. O Brasil é o segundo maior produtor de tabaco do mundo e os estados da região Sul são responsáveis por 98% da produção nacional de fumo. Breno precisou remover cirurgicamente um dos olhos, o nariz e uma orelha para conter o avanço da doença. O câncer de pele não melanoma é o câncer mais frequente no Brasil e corresponde a cerca de 30% de todos os tumores malignos registrados no país. Embora sua letalidade seja baixa, esse tipo de câncer provoca muitas mutilações no corpo. O principal fator que contribui para o surgimento do câncer de pele é a exposição prolongada e repetida ao sol, mas Caco e equipe mostram como a exposição a produtos químicos, potencialmente cancerígenos, como os agrotóxicos, também favorecem o surgimento desse tipo de doença.

Caco conversou ainda com cinco integrantes de uma mesma família que, durante duas décadas, trabalharam expostos ao sol e manuseando agrotóxicos na lavoura de tabaco. Todos sofreram mutilações provocadas por câncer de pele. A reportagem registra também os esforços do cirurgião Heitor Birnfeld, especialista em próteses, para realizar a reconstrução facial de pacientes que sofreram mutilações provocadas pelo câncer de pele. Procedimentos como este não são oferecidos pelo SUS. O trabalho que ele realiza é totalmente voluntário e conta com a participação do Instituto Camaleão, uma associação sem fins lucrativos que busca dar assistência aos pacientes com câncer.

O 'Profissão Repórter' vai ao ar nesta terça-feira, dia 23, depois da série 'Aruanas', por volta das 23h45.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SexPrivé Club: Nova apresentadora

Cine Gloob apresenta mais de 40 filmes no mês de Maio

2024