"UNI DUNI TÊ": WC NO BEAT, PK E KAWE RETORNAM AO COLEGIAL EM NOVO CLIPE

Novo vídeo se inspira em produções adolescentes de sucesso, como "Elite" e "High School Musical




"Uh ê uni duni tê / W mandou tu subir / Rebolar, depois descer". Já está disponível, em todas as plataformas digitais, "Uni Duni Tê", novíssima parceria de WC no Beat com PK ("Tudo de Bom", com Luísa Sonza) e Kawe (atualmente no Top 10 do Spotify com "Se Essa Bunda"). WC no Beat assina a produção e o instrumental da faixa, enquanto PK e Kawe colaboram nas letras. Com BPM alto e ritmo dançante, o lançamento chega acompanhado de um videoclipe inspirado no universo colegial de produções como "Elite" e "High School Musical". Quem comandou a direção do vídeo foi Phill Mendonça, frequente colaborador de WC no Beat e responsável por videoclipes de nomes como Anitta ("Meu Mel"), Luan Santana ("SORRIA") e J Balvin ("Ginza Remix"), entre vários outros.

"Uni Duni Tê" é mais uma obra do trapfunk, estilo musical pelo qual WC no Beat se tornou famoso. "O trapfunk tem muito dessa mistura de gêneros musicais e é essa a bandeira que eu carrego. Então a intenção foi essa mesmo, trazer um artista de uma vibe e misturar com outra. O PK e o Kawe, por mais que sejam de estilos diferentes, falam a mesma linguagem", WC no Beat comenta, sobre como a colaboração com dois artistas de universos diferentes apenas enriquece sua experiência como produtor. "Sempre fui amigo do PK e conheci o Kawe pelas redes sociais. Eles chegaram no estúdio e, no mesmo dia, já criamos a música. Rolou de uma forma tão natural, que eu digo que 'Uni Duni Tê' é o resultado de uma brincadeira de amigos mesmo".

"WC é um grande amigo, estamos juntos desde o seu primeiro CD. Inclusive, fiz parte de todos os discos dele e assim espero fazer para sempre (risos)", PK comenta. Natural da Ilha do Governador, no Rio de Janeiro, ele já colaborou com Ludmilla, Luísa Sonza e Belo, entre outros. "A dinâmica no estúdio é sempre muito boa: a gente zoa, descontrai na mesma velocidade que criamos e gravamos, é sempre muito aproveitável", comenta.

Kawe também comemora a parceria com WC no Beat. "Tudo fluiu muito rápido! O WC mostrou o beat e na mesma hora começamos a canetar. Então o PK veio com a ideia do refrão da música e ela foi surgindo. O resultado ficou brabo demais". O rapper paulistano, que figura dentre os mais ouvidos do Spotify, também não é estranho às parcerias artísticas, já tendo colaborado com Costa Gold e Léo Santana, entre vários outros nomes.

"Uni Duni Tê" faz, no título e no refrão, referência à conhecida cantiga de roda. Acompanhando o clima de retorno à juventude, o videoclipe se inspirou no universo escolar de produções como "Elite" (recordista de audiência da Netflix) e "High School Musical", tudo traduzido para a linguagem do funk e do trapfunk. "O videoclipe tem uma pegada diferenciada, com tema colegial. A galera vai curtir muito, certeza. Principalmente por estarmos todos juntos, eu, o PK e o Kawe, curtindo muito", WC comenta.

O vídeo narra a festa que WC, PK e Kawe fazem em vários cantos de um colégio, numa superprodução comandada pelo diretor Phill Mendonça. "No roteiro trazemos todos esses elementos de colégio: tem a cena no campo, com o mascote e a banda marcial; depois vamos para uma cena do WC na piscina, com a coisa do nado sincronizado; e a quadra, com as meninas fazendo acrobacias e todo mundo interagindo. De uma forma geral o conceito é esse: como se fosse um dia dos artistas nessa universidade". "Uni Duni Tê" é o quinto videoclipe da parceria do diretor com WC no Beat, depois de "Sem Limites", "Cheguei", "B.O. Temporário" e "Porsche".

"Acho que vai ser irado, o pessoal vai se surpreender bastante, porque é um som bem dançante pra todas as idades, que vem com um clipe muito bem produzido, uma qualidade nível da gringa", PK comemora. Kawe também tem grandes expectativas com a reação dos fãs ao assistirem o clipe pela primeira vez: "Eu acho que o público vai gostar muito, pois lembra muito os filmes muitos conhecidos aqui no Brasil", diz.

WC no Beat ganhou as manchetes em 2020, com o lançamento de "GRIFF", seu segundo álbum de estúdio, que estreou com 4 faixas no Top 200 do Spotify. Isso porque o disco tinha mais de 30 participações especiais, entre Anitta, Ludmilla, Pedro Sampaio, Dilsinho, MC Rebecca, Kevin O Chris, entre outros. Ele faz parte do selo Medellin Records, o mesmo de nomes como IGOR, MC TH, Hyperanhas, Felp 22, entre outros.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fenômeno nas redes sociais, Maru Karv estreia como apresentadora no “Manda Nudes”

Lifetime Movies: A História de Chris Porco resgata caso de filho que matou o pai e desfigurou a mãe

SexPrivé apresenta ‘ménage à trois ao vivo’ em feira virtual de negócios do mercado adulto