Podcast ‘Caminhos Intuitivos’, com Monique Evelle, promove roda de conversa sobre empreendedorismo no Globoplay

GLOBOPLAY
Em episódios semanais, comunicadora recebe convidados para dividir suas histórias, trocar experiências e falar sobre os desafios de empreender
Com o objetivo de promover uma roda de conversa a partir da história de empreendedorismo de grandes nomes do mundo dos negócios, da cultura e da criatividade, o podcast Globoplay 'Caminhos Intuitivos' estreia nesta quarta-feira, 25, na plataforma. Apresentado por Monique Evelle, o programa vai receber convidados semanalmente, às quartas-feiras, para uma troca de experiências entre personalidades que são referência na arte de empreender e outras que estão iniciando suas trajetórias.   

Empresária e comunicadora engajada, Monique já fez parte da equipe do 'Profissão Repórter', da TV Globo, e, atualmente, se dedica em tempo integral ao tema do empreendedorismo, tornando-se referência no assunto. Fundadora da Inventivos, plataforma de formação de empreendedores, é reconhecida pela Forbes Under 30 e está na lista dos 50 profissionais mais criativos do Brasil pela revista Wired, além de ser autora do livro 'Empreendedorismo Feminino: Olhar estratégico sem romantismo'. Em 'Caminhos Intuitivos', sua proposta é que, a partir de perguntas iniciais, a conversa com os convidados ocorra de forma leve e espontânea. "A ideia é receber as pessoas nesse formato de bate-papo horizontal, quase que sem roteiro, mais livre, como uma forma de ampliar as visões sobre as dificuldades que envolvem empreender em diferentes áreas e para diferentes profissionais", define.     

Com uma jornada de trabalho e projetos iniciada aos 16 anos, Monique sentiu a ausência de narrativas afinadas com a realidade da maior parte dos brasileiros, que, assim como ela, é preta e periférica, em meio aos conteúdos já existentes de podcasts. A partir disso, decidiu compartilhar suas experiências e perspectivas, somadas às de outros empresários, mas com o diferencial de "jogar a real" sobre os desafios de se empreender. "É fundamental não romantizar o processo. A ideia que as pessoas têm sobre deixar o emprego e empreender é que serão seus próprios chefes, farão seu próprio horário, terão mais flexibilidade e autonomia, mas a realidade é que trabalhamos muito mais. Minha ideia com esse podcast é dar mesmo um choque de realidade e desconstruir totalmente essa 'jornada do herói'. Em vez de apresentar cases de sucesso, mostrar todas as dores, os calos e as dificuldades", explica.   
   
Episódio de estreia terá Eliane Dias e Majur como convidadas  
   
A cada semana Monique terá dois convidados que irão levar suas diferentes vivências para a roda de conversa de 'Caminhos Intuitivos', com temas ligados às suas próprias narrativas empreendedoras. No programa de estreia, o tema será empresariamento artístico, com a participação da empresária artística Eliane Dias e da cantora Majur, que passou a gerenciar a própria carreira recentemente.   
Além da troca com os convidados, Monique também interage com o público, recebendo perguntas que são respondidas durante os episódios. Com o propósito de humanizar a pauta do empreendedorismo e mostrar como independente do estágio do empreendimento, todos os profissionais são eternos aprendizes, o podcast vai passear por temas que vão desde a criação de um e-commerce à percepção de em qual momento se tornar um empresário passando também pelo desenvolvimento de grandes varejistas.   
'Caminhos Intuitivos' é um podcast Globoplay com novos episódios semanais às quartas-feiras. O programa também está disponível nas principais plataformas de áudio.   
    
Entrevista Monique Evelle    

Como surgiu a ideia do projeto e do nome do podcast? Qual a relação da intuição com o empreendedorismo?
Monique:  Eu queria voltar para a comunicação comum, formato que adoro, falando de assuntos que me interessam muito. Em que, a cada convidado ou convidada, poderei escutar e aprender com a trajetória de cada um. Por isso podcast, e por isso não estou sozinha nos episódios. Além disso, toda intuição é promissora. No empreendedorismo, isso é muito mais latente, porque nenhum empreendedor inicia seu negócio já abrindo seu CNPJ. Inicia tentando entender se realmente faz sentido. A partir de uma intuição que teve, começa a colocar a mão na massa, resolver um problema real. Eu cheguei aqui com intuição, seguida de talento e técnica. 
  
Qual a importância desse lançamento em parceria com o Globoplay na sua trajetória?  
Monique:  Estou voltando para a plataforma depois de três anos. E eu queria voltar não mais pela linha do jornalismo, e sim do entretenimento. Sem contar que esse retorno é uma nova fase da minha carreira. Antes, estava mais focada na comunicação direcionada para jornalismo investigativo e, hoje, estou imersa no empreendedorismo. Não só com os meus negócios, mas também auxiliando outras pessoas a criarem o seu. Essa parceria mostra exatamente que uma coisa não anula a outra. Vou potencializar meus conhecimentos em empreendedorismo e criação de novos negócios com aquilo que também amo fazer: comunicar meus aprendizados, ao lado de talentos incríveis que serão meus convidados. 
  
Como tem sido a seleção de temas e convidados para esta temporada?   
 Monique: A ideia é sempre trazer um convidado mais conhecido no mercado e outro que não tenha ainda tanta visibilidade. Todos em seus estágios e posições de aprendizes, tornando esse papo uma verdadeira troca de experiências e conhecimentos da jornada. Eu mesma me sinto aprendendo o tempo todo. Já os temas, são em torno da própria trajetória empreendedora dos convidados, como no primeiro episódio em que trago a empresária Eliane Dias e a cantora Majur para falar sobre empresariamento artístico, sendo que uma fala da perspectiva de empresariar um grande grupo de artistas, e a outra que está iniciando uma fase de autogestão de carreira.    
 
 Por que empreender ao invés de ser funcionária de uma empresa?  
 Monique: Antes mesmo da faculdade, eu sabia que era boa nisso. Não me via enviando currículo e batendo ponto. Eu participei do Profissão Repórter como uma tentativa, mas pedi demissão pois não consegui. Ali foi a virada de chave para o empreendedorismo a partir do pensamento de como transformar o que eu sei fazer, e minha intelectualidade, em dinheiro.   
   
Sobre Monique Evelle   
 Monique Evelle é fundadora da Inventivos, plataforma de formação de empreendedores que recebeu investimento do Black Founders Fund, do Google for Startups. Foi reconhecida pela Forbes como 30 Under 30, intitulada Linkedin Top Voices e está entre os 50 profissionais mais criativos do Brasil pela Revista Wired. Aos 16 anos criou o 'Desabafo Social', laboratório de tecnologias sociais, e atualmente é sócia-investidora da 'Sharp', hub de inteligência cultural, e Consultora de Inovação do Nubank. É também autora do livro 'Empreendedorismo Feminino: Olhar estratégico sem romantismo' e apresenta o podcast 'Caminhos Intuitivos', no Globoplay. Bacharel em Humanidades com ênfase em Política e Gestão da Cultura na Universidade Federal da Bahia e pós-graduada em gestão estratégica da inovação tecnológica, na Federal de São Carlos, já fez parte do time de jornalistas do Profissão Repórter, da Globo.   

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fenômeno nas redes sociais, Maru Karv estreia como apresentadora no “Manda Nudes”

Lifetime Movies: A História de Chris Porco resgata caso de filho que matou o pai e desfigurou a mãe

SexPrivé apresenta ‘ménage à trois ao vivo’ em feira virtual de negócios do mercado adulto