5 MOTIVOS PARA MARATONAR “LOVE, VICTOR” NO STAR+

Desenho com traços pretos em fundo branco e letras pretas    Descrição gerada automaticamente com confiança baixa

 

As duas temporadas da série que encantou e emocionou o público ao redor do mundo já estão disponíveis com exclusividade na plataforma

 

Uma imagem contendo pessoa, homem, ao ar livre, fogo    Descrição gerada automaticamente 

"Love, Victor" é uma série criada por Isaac Aptaker e Elizabeth Berger, inspirada e ambientada no mesmo universo do filme Com Amor, Simon (2018), e que está disponível de forma exclusiva no Star+, no Brasil. A segunda temporada acaba de chegar no streaming e retoma as aventuras de Victor, um aluno do primeiro ano do Ensino Médio que enfrenta novos desafios sociais, amorosos e familiares que surgem após a revelação de sua orientação sexual. Mas Victor não estará sozinho nesta corajosa jornada de autodescoberta, pois ele terá a ajuda de um ex-aluno do colégio, que será seu guia e o ajudará a passar pelos altos e baixos da adolescência.

 

Ainda não assistiu uma das séries mais hypadas de 2021? Confira, então, abaixo alguns motivos para maratonar a série:

 

PERTENCIMENTO E AUTODESCOBERTA

Durante a primeira temporada, o público acompanha a aceitação e descoberta de Victor como parte do público LGBTQIA+. Essa trajetória mostra como o processo de pertencer e se descobrir pode ser doloroso, porém muito libertador. Já na 2ª temporada, Victor dá os primeiros passos para assumir seu relacionamento com Benji.

 

A IMPORTÂNCIA DA FAMÍLIA

Durante os episódios, a série mostra como as famílias são importantes durante a adolescência e, principalmente, com a autodescoberta de cada indivíduo. Além de abordar o conceito de família, "Love, Victor" quebra paradigmas e estereótipos, mostrando a vida de uma família latina vivendo no Estados Unidos, pais que se separam e mãe com distúrbio bipolar.

 

PROBLEMAS DURANTE A ADOLESCÊNCIA

"Love, Victor" mostra de maneira sensível como o conturbado período da adolescência gera conflitos para cada um que a vive. Questões amorosas e virgindade são tópicos que podem ser enxergados durante a história, além de maneiras que cada um passa por esses momentos.

 

APOIO DOS AMIGOS

A primeira temporada mostrou como ter amigos é de extrema importância durante a adolescência e a amizade é um conceito ainda mais forte na segunda temporada, já que, agora, Victor se assumiu abertamente gay e precisa do apoio daqueles que amam contra julgamentos de pessoas ao se redor.

 

COMBATENDO PRECONCEITOS

O conceito principal da série mostra como estereótipos LGBTQIA+ precisam ser combatidos. Através dos episódios, é possível ver como o preconceito afeta negativamente a vida de cada um e que, independentemente da orientação sexual, o amor e a felicidade são sentimentos que realmente importam.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fenômeno nas redes sociais, Maru Karv estreia como apresentadora no “Manda Nudes”

Pode preparar a pipoca!

Formula E