Keep Globo Weird: todos prontos para o SXSW 2022

TV Globo

Com Upload, evento virtual realizado nesta segunda-feira, 7 de março, Globo apresentou sua programação e apostas para o festival

Keep Austin Weird! Em 2022, o famoso slogan da capital do Texas ganha um gosto ainda mais especial com a volta do SXSW em formato presencial à cidade. E, mais uma vez, a Globo se prepara para apoiar os brasileiros interessados no que acontece e é discutido no principal festival de cultura e inovação do mundo. Com eventos pré, durante e pós SXSW, além da disponibilização de conteúdos especiais na Plataforma Gente (https://gente.globo.com/), a empresa pretende facilitar o compartilhamento e      cascateamento de informações relevantes para quem acompanha de perto a evolução das indústrias de tecnologia, audiovisual, games, música e educação, entre outros. O Upload, evento virtual realizado nesta segunda-feira, 7 de março, compilou as apostas da Globo para o SXSW 2022, com um time de talentos e representantes do mercado contando sobre as expectativas e dicas para a edição deste ano. 
 
Manzar Feres, diretora de Negócios Integrados em Publicidade da Globo, abriu o evento reiterando a importância do SXSW, especialmente, no momento pelo qual estamos passando. "Em um mundo de profundas transformações, é fundamental a busca pela informação, pelo novo, pelo que há de mais atual. E esse é nosso papel como parceiros de conteúdo. Buscar e compartilhar o conhecimento", definiu Manzar, antes de explicar como será a atuação da Globo durante o festival: a curadoria da empresa terá um olhar direcionado, voltado para assuntos em pauta no mercado como Educação, Sustentabilidade e Diversidade. E os conteúdos produzidos serão disponibilizados de forma aberta e gratuita na Plataforma Gente e em grupos de WhatsApp criados pela Globo e com a participação de representantes do mercado. 
 
Além disso, Manzar passou brevemente pelos cinco macrotemas em que os tracks de conteúdo estão distribuídos - Discovering the Undiscovered, Built for the Future, We're All Connected, The Evolving Media Landscape e The Power of Inclusivity – além de compartilhar com os convidados a sua dica de apresentação imperdível: a palestra de abertura do festival, conduzida por Priya Parker, facilitadora de encontros e convidada, pelo segundo ano consecutivo, para falar sobre "o grande reencontro" do SXSW nesse retorno ao formato presencial. Especialista na área de resolução de conflitos, Priya passou 20 anos orientando líderes e grupos em conversas sobre comunidade, identidade e visão em momentos de transição. E antes de passar a palavra para Aline Midjlej, Manzar aproveitou para convidar todos os brasileiros que estiverem em Austin para um Happy Hour especial e descontraído, que a Globo irá promover no dia 14 de março, às 17h30, no hotel Four Seasons.
 
Dando sequência ao Upolad, os participantes tiveram a oportunidade de ouvir algumas dicas de Hugh Forrest, diretor de programação do SXSW, que gravou um vídeo especial para o evento. Hugh exaltou a grande participação brasileira no festival e comentou sobre suas visitas ao Brasil, onde pode vivenciar a cultura e gastronomia local, além de conhecer, de perto, as inovadoras startups brasileiras. Para quem está se preparando para ir à Austin, ele destacou alguns pontos que podem maximizar a experiência no festival: em primeiro lugar, a importância de estudar a programação e destacar tudo que gostaria de acompanhar, organização essencial para não se sentir assoberbado quando o SXSW finalmente começar; para a definição do plano, é importante ter a mente aberta e se permitir sair da zona de conforto, explorando temas, bandas e vivências desconhecidas, inclusive no que diz respeito a contatos e oportunidades de conhecer novas pessoas; também sobre relacionamentos, Hugh reforçou a ideia de que pequenos contatos em eventos como o SXSW podem render grandes oportunidades, então é importante estar aberto a essas novas conexões; em quarto lugar, o diretor destacou a importância de manter a calma, de evitar fazer muitas coisas assim que chegar à Austin, e ter o cuidado de se permitir descansar, se alimentar bem e beber bastante água, evitando o esgotamento logo nas primeiras horas do evento; por fim, indicou que vale a pena revisar todos os aprendizados e, principalmente, fazer o acompanhamento dos contatos assim que voltar para casa, pois coisas incríveis podem acontecer. 
 
Logo após a fala de Hugh, Aline Medlej, apresentadora do 'Jornal das Dez', da GloboNews, compartilhou seus três painéis imperdíveis para o SXSW EDU, que acontece em Austin, entre 7 e 10 de março. A primeira dica da jornalista ficou para a apresentação da Cientista Cognitiva Pooja Agarwal na palestra 'Ensino poderoso: libere a ciência do aprendizado'. A segunda sugestão, foi para o encontro entre o empreendedor na área de educação Michael London, e o rapper americano Darryl McDaniels, na palestra 'Falando de saúde mental dos estudantes com DMC do Run DMC'. E por último, mas não menos importante, Aline apostou no painel 'Como estudantes desenvolvedores estão salvando o mundo', que mostra como os estudantes têm utilizado o acesso à informação e capacitação em programação para desenvolver novas soluções tecnológicas. A apresentadora ainda revelou um bônus para quem vai acompanhar o SXSW EDU: a programação especial de celebração pelo Dia Internacional da Mulher: na noite de 8 de março, haverá um debate sobre inclusão, acesso equitativo à educação, elevação da profissão docente e justiça racial com nove mulheres entre empreendedoras em educação e estudantes. O bate-papo, focado no tema deste ano #BreakTheBias (Quebre o preconceito), vai acontecer no clube musical Antone's, em Austin. 
 
Poliana Abritta, apresentadora do 'Fantástico', ficou com a responsabilidade de analisar a track 2050, que tem como proposta pensar além dos limites do humanamente possível, estimulando mudanças efetivas em todo o planeta. E como primeira dica, trouxe a palestra 'Uma missão Colossal: em defesa da desextinção', conduzida por dois cientistas da Colossal Biosciences. Outra aposta de Poliana é o painel 'Intersecções futuras entre Alimento, Tecnologia e Cultura', que será composto por quatro executivos de grandes empresas. A terceira e última dica para a track, na verdade, foi uma dobradinha, com duas palestras sobre tendências: '10 megatendências não-óbvias que moldarão 2022 e além', com o escritor best-seller do Wall Street Journal, Rohit Bhargava, e 'Amy Webb lança o Relatório de Tecnologias Emergentes de 2022', em que a futurista vai apresentar, em primeiríssima mão, a 15º edição do Tech Trends Report. Na sequência, Poliana passou para a track Tech Industry, com destaque para as inovações que vão impulsionar a próxima onda de mudanças no mundo. Para essa, ela também escolheu duas palestras, a primeira com Frances Haugen, profissional do Facebook responsável por revelar ao mundo os mecanismos de desinformação e problemas éticos no algoritmo da empresa. A segunda foi a de Tristan Harris, o ex-executivo de design do Google, que criou mecanismos de engenharia social e psicológica para "viciar" usuários. A jornalista encerrou sua participação no Upload com um olhar para a track Startups, que aborda novos produtos, mercados, ideias, modelos de negócios e novas estratégias de inclusão. E, dela, selecionou a palestra 'Web3, NFT, Metaverso: 3 etapas fáceis para começar', conduzida por Sandy Carter, considerada uma das 10 Blockchain influencers do mundo. Assim como como Aline, Poliana aproveitou para deixar uma dica extra para quem estiver em Austin: o Pitch de startups, onde será possível acompanhar demonstrações de produtos inovadores e já ter uma ideia futuro dos negócios.
 
O olhar para a track Climate Change ficou sob responsabilidade da jornalista Sonia Bridi, que analisou as apresentações que buscam definir que a urgência de uma ação em torno da crise climática não pode ser vista como um exagero. O painel 'Nós não temos tempo', que reúne líderes de uma plataforma de revisão de ação climática e os criativos por trás de uma campanha global da ONU contra a extinção em massa foi a primeira dica de Sonia. A palestra com Neal Stephenson, o escritor que pela primeira vez apresentou o conceito "metaverso", é outra aposta da jornalista. Passando para a track Health & MedTech, com foco no impacto das mudanças sociais e tecnológicas em uma das maiores indústrias do mundo, a primeira indicação foi a palestra do presidente da Pfizer, o Dr. Albert Bourla. Na sequência, Sonia indicou a palestra 'A loteria genética: por que o DNA importa para a igualdade', com a geneticista Kathryn Paige Harden. E olhando para a track Transportation, a jornalista indicou o painel 'Repensando a mobilidade para permanecer conectado de forma sustentável', um bate-papo que vai reunir membros da ilha de Samsø, na Dinamarca, de comunidades indígenas do Canadá, um empreendedor e uma marca global da indústria automobilística.
 
Eco Moliterno, Chief Creative Officer da Accenture Interactive para América Latina, assumiu o palco, com a missão de selecionar as atrações imperdíveis na track Advertising & Brand Experience, que joga um olhar sobre as formas pelas quais as empresas estão tendo que se adaptar às  mudanças no mundo para se conectarem aos consumidores de um jeito inovador. A palestra 'Não existem garotas na Internet? É brincadeira, nós a dominamos! ', com a podcaster Bridget Todd, foi a primeira indicação de Eco. A apresentação de Nandini Jammi & Claire Atkin, fundadoras do Check My Ads, também esteve entre os destaques, pela proposta de abordar a transparência e a adoção de boas práticas na publicidade digital, fazendo com que marcas ajudem a desmantelar a economia da desinformação e recuperem o controle sobre suas verbas publicitárias ao se alinharem com veículos que de fato reflitam seus valores. Outra dica do publicitário foi o painel 'Quebrando as regras para fazer sua experiência de marca fazer a diferença', em que executivas de três grandes corporações, Amazon, Peloton e Accenture, falam sobre como quebrar as barreiras que impedem as marcas de criar as experiências que as pessoas nem sabiam que precisavam. Finalizando sua participação, Eco passou pela track Design, que abrange tudo relacionado a interface, interação e intenção proposital, com temas como arquitetura, equidade, inclusão e futuros de design. Para ela, indicou a 'Fjord Trends 2022, um guia de sobrevivência para 2022', conduzida por Nick de La Mare, diretor da Fjord. Eco também estará no SXSW como palestrante, ao lado de Edu Lyra, CEO e fundador da Gerando Falcões, na apresentação 'Favelas brasileiras: os inovadores da comunidade'.
 
A track The Future of Music foi analisada por Raquel Virgínia, fundadora e CEO da agência Nhaí. Como primeira dica, ela trouxe a palestra da Lizzo, um dos principais destaques do SXSW 2022, superestrela da música, vencedora de três Grammys e com mais de 6 bilhões de streams em seu álbum de estreia. No mesmo eixo temático, outra aposta foi o painel 'Entretenimento da próxima geração: o metaverso e a música', em que dois executivos de grandes empresas vão falar das possibilidades da música nesse ambiente, incluindo o impacto dos games na indústria musical - tanto para artistas como para fãs - e o futuro das experiências de entretenimento virtual. E falando em games, Raquel avaliou também a agenda da track Game Industry, que aborda o fato de a narrativa imersiva dos jogos e as experiências digitais socialmente orientadas terem se tornado o meio de entretenimento dominante do século XXI. Para a temática, a primeira dica foi a palestra do Reggie Fils-Aimé, um executivo que já foi COO e Presidente da Nintendo, reverenciado por líderes e fãs da indústria dos games. E para terminar falando de mulheres incríveis, Raquel destacou a palestra da Sarah Bond, líder do Gaming Ecosystem Organization da Microsoft, que investe na capacitação de gamers e desenvolvedores.
                                                                                         
Alberto Pereira, artista social, diretor e apresentador do Trace Trends, deu início a sua apresentação destacando a capacidade de reunir pessoas do mundo inteiro como um dos aspectos mais inspiradores do SXSW. Diversidade cultural que se refle também nos palcos do festival, em especial na track Culture, que explora diferentes tradições, normas e expectativas que nos ajudam a entender melhor uns aos outros, mantendo essa sensação de estabilidade. Como primeira escolha, Alberto indicou a apresentação de Jonathan Van Ness & Alok Vaid-Menon - Jonathan é uma personalidade da TV americana indicado ao Emmy, estrela do programa 'Queer Eye', autor de best-sellers do New York Times, podcaster e cabeleireiro das estrelas, e Alok é uma personalidade da mídia, escritora e artista performista que se apresenta como transfeminina não-conforme em gênero. Outra indicação foi a palestra da Alexis McGill Johnson, presidente e CEO da Planned Parenthood, organização que oferece cuidados vitais de saúde reprodutiva, educação sexual e informações para milhões de pessoas em todo o mundo. Alberto destacou, ainda, discussões da track Civic Engagement, que reúne algumas das vozes mais inovadoras do mundo em níveis local, nacional e internacional para discutir programas e diretrizes políticas que podem ajudar a superar nossas divisões atuais. Aqui, ele trouxe a apresentação de Edu Lyra e Eco Moliterno, a 'Favelas brasileiras: os inovadores da comunidade', um bate-papo que coloca em xeque a ideia de que inovação precisa vir de agências descoladas ou laboratórios de alta tecnologia. Por último, indicou como aposta uma palestra que entende como mais do que necessária, 'Futuro da democracia: como a tecnologia vai moldar as eleições', que tem como objetivo debater o direcionamento de recursos, políticas e regras das plataformas digitais para que seja garantida a democracia.
 
Finalizando o Upload, Samantha Almeida, diretora de Criação de Conteúdo dos Estúdios Globo, apresentou suas apostas para a track Media Industry, que examina as tendências que impulsionam a mudança no cenário da mídia e o poder das empresas que controlam a mensagem. Entre elas, a palestra do Scott Galloway, apresentador na CNN+ e professor de marketing na NYU. Outra dica foi a palestra 'Indo além da próxima grande tendência no mercado de mídia', conduzida por Nicholas Thompson, CEO na The Atlantic. Já na track Film & TV Industry, que mergulha no estado atual e futuro do cinema e da televisão, falando de distribuição, financiamento e avanços tecnológicos, a primeira indicação foi a palestra 'Uma conversa com Michael Abels', compositor das aclamadas trilhas sonoras de "Get Out" e "Us". E como última indicação, Samantha destacou a palestra de Maria Ressa, jornalista e autora, e a primeira filipina a receber o Prêmio Nobel da Paz. Cofundadora e CEO da Rappler.com, recebeu homenagens em todo o mundo por sua coragem e ousadia no combate à desinformação, fake news e tentativas de silenciar a imprensa livre.
 
Toda a jornada de conteúdo do Upload estará disponível na íntegra na Plataforma Gente (https://gente.globo.com/), assim como a cobertura especial, entre os dias 11 e 17 de março, que irá reunir os principais insights e tendências que passarem pelo SXSW 2022. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

NICKELODEON ESTREIA SPYDERS

GloboNews promove Festival #ConverseComOutrasIdeias

Formula E