Ator, compositor, músico e agora também escritor: Thiago Thomé apresenta o livro "E se desse para DENEGRIR?"

Obra foi concluída em dois meses e será lançada dia 23 de novembro na livraria Argumento

Capa do artista Pandro Nobã

Thiago Thomé, ou simplesmente Thomé, é um artista completo. Conhecido pela sua atuação em novelas como O Outro Lado do Paraíso, A Dona do Pedaço e Novo Mundo, todas da rede Globo, ele - eu estará na série "Arcanjo Renegado" ano que vem -, é também compositor e já gravou com grandes nomes da música nacional como Ivete Sangalo, Zeca Pagodinho, Thiaguinho e outros, além de participar da banda Funk Samba Club, com Vítor Art. Agora, Thomé apresenta outro talento estreando como escritor na ficção científica com o livro "E se desse para DENEGRIR?".

A obra narra a trajetória de uma família negra rica, que resolve inverter a ordem social de um país, promovendo verdadeira revolução racial, tendo como aliadas tecnologia e ciência. Uma mãe e seus cinco filhos - três homens e duas mulheres - somam seus talentos e habilidades profissionais para conseguir trocar de lugar com os principais líderes das estruturas sociais, igualando as relações de poder e oportunidades entre brancos e negros e revolucionando as organizações sociais ao melhorar, drástica e necessariamente, as condições de vida da população preta.

Com isso, os protagonistas interferem na mídia e na política do país. O texto é dinâmico e repleto de adrenalina. É uma ficção que traz a importante reflexão sobre as relações de poder e submissão entre as raças. Veloz, intensa, científica e atualíssima, a história criada por Thiago presenteia o leitor com uma oportunidade de enxergar o cotidiano com olhar mais crítico e humano ao mesmo tempo. O livro debate ainda temas como racismo, candomblé, conflitos individuais, indústria farmacêutica, intergêneros, relações interraciais e mais.

Escrito inteiramente na pandemia, foi a chance que Thiago teve para conquistar o feito de escrever seu próprio livro, que era um desejo antigo. "Já tinha tentado escrever um livro outras duas vezes, mas nunca conseguia me dedicar pela correria da rotina. Aproveitei o tempo ganho com a paralisação inicial provocada pela pandemia do novo coronavírus e escrevi". Thomé criou uma espécie de ritual: Todo dia, acordava as três horas da madrugada (bom horário para o processo criativo), acendia o cachimbo (em memória ao pai, que era fumante) e bebia um copo de cachaça (acompanhado de um copo d'água e uma caneca de café) com a meta de escrever 1500 palavras por dia.

O curioso é que, na vida pessoal, o artista não consome bebida alcoólica e nem fuma. "Criei esse sistema e, de certa forma, era um momento de me conectar com minhas origens, minha ancestralidade, me ajudando na inspiração para compor a história. Quase como se o Thiago escritor fosse um personagem novo e esse ritual me ajudasse a conectar com ele", conta o autor. O livro, que tem 252 páginas, terá cópias físicas e digitais publicadas pela Approach Editora, com lançamento previsto para 23 de novembro de 2021, na livraria Argumento, a partir das 17 horas.

Serviço:
Livro "E se desse para DENEGRIR?"
Tiragem inicial: 500 exemplares
Preço sugerido: livro físico R$52,00 / e-bookR$14,90
Autor: Thiago Thomé
Editora: Approach Editora
Capa: Pandro Nobã
Lançamento: 23/11/2021
Local: Livraria Argumento, na Rua Dias Ferreira, 417 - Leblon, Rio de Janeiro - RJ, 22431-080

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fenômeno nas redes sociais, Maru Karv estreia como apresentadora no “Manda Nudes”

Lifetime Movies: A História de Chris Porco resgata caso de filho que matou o pai e desfigurou a mãe

SexPrivé apresenta ‘ménage à trois ao vivo’ em feira virtual de negócios do mercado adulto