PELA PRIMEIRA VEZ NO PAÍS, FAMELAB BRASIL SERÁ EXIBIDO PELA TV CULTURA, COM A PARTICIPAÇÃO DE FELIPE CASTANHARI





NESTE DOMINGO (15/11), MARCELO TAS APRESENTA EDIÇÃO BRASILEIRA DA IMPORTANTE COMPETIÇÃO DE COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA MUNDIAL


Neste domingo (15/11), a TV Cultura transmite, pela primeira vez no país, a edição brasileira de uma das maiores competições de comunicação científica do mundo. Com apresentação de Marcelo Tas, a partir das 15h, o programa especial revela quem será o(a) jovem cientista que vai representar o Brasil no FameLab Internacional, que este ano acontecerá em 26 de novembro, em Londres, de forma remota, com transmissão pelo YouTube.

O evento é realizado pelo British Council em parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP).

O programa na TV Cultura conta a história do FameLab no Brasil, destaca a importância da ciência e de como traduzi-la de forma que todos a entendam, além de mostrar como foi a competição deste ano até chegar ao vencedor. Dos 118 jovens pesquisadores inscritos, maioria mulheres e vindos de todas as regiões do Brasil, 30 foram selecionados e participam do programa. Eles receberam um treinamento em comunicação científica da especialista britânica Wendy Sadler e do brasileiro Ronaldo Christofoletti e apresentam, ao vivo por videoconferência, seus trabalhos científicos ou tecnológicos enfatizando qual o impacto e a importância na vida cotidiana. Dos 30 selecionados, dez passam para a final e somente um será o vencedor.

A migração da inciativa para o não presencial trouxe um novo desafio para os competidores. "Nesse ano, o palco foi uma câmera. Então, existiram algumas adequações necessárias durante o treinamento, para desenvolver suas habilidades de contar em frente a uma câmera. Tivemos que dar uma nova abordagem à apresentação nesse sentido, já que a comunicação digital se tornou crucial", ressalta Christofoletti.

A exibição do FameLab Brasil 2020 conta com jurados ilustres entre pesquisadores e fomentadores da ciência no país: o youtuber Felipe Castanhari, o doutor Arquimedes Belo Paiva, a neurocientista Carla Tieppo e a bióloga citotecnologista Simone Evaristo são responsáveis pela 1ª seleção. Já na 2ª, estão o diretor científico da FAPESP Luiz Mello, o presidente da Confap Odir Dellagostin, a jornalista criadora da revista Pesquisa Fapesp Mariluce Moura e a assessora especial do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) Regiane Relva Romano.

Premiação

O grande prêmio do FameLab Brasil 2020 será representar o país na FameLab Internacional entre jovens de outros 31 países. Além de seguir aprimorando as habilidades de comunicação em língua estrangeira, o vencedor brasileiro poderá ampliar sua rede de contatos, abrindo portas e criando oportunidades de negócios futuros. "O FameLab cria uma oportunidade para que cientistas contem sua pesquisa mantendo o rigor científico do conteúdo, mas colocando em palavras mais acessíveis para que outros setores consigam entender o trabalho que foi desenvolvido", explica o treinador.

Apesar do resultado ainda não anunciado, Ronaldo conta que os 30 semifinalistas já tiveram um grande ganho participando de todo o processo: um novo olhar científico. "A gente vê que eles passam a compreender melhor quais são seus potenciais e onde precisam investir. Isso permite que saiam com o olhar de um pesquisador que pode comunicar de uma forma ainda mais eficaz porque entendem as bases da comunicação e têm uma melhor autopercepção de como fazer isso".
Clique aqui para conhecer todos os 30 participantes.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fenômeno nas redes sociais, Maru Karv estreia como apresentadora no “Manda Nudes”

RELACIONAMENTO EXPLOSIVO DE CHANTEL E PEDRO É TEMA DE SÉRIE INÉDITA NO TLC

SÉRIE INÉDITA DO TLC ACOMPANHA CASAIS QUE COMEÇARAM SUAS HISTÓRIAS DE AMOR DENTRO DA CADEIA