Novo documentário da GloboNews mostra transformações em Lisboa, Nova York e Londres durante a pandemia

GloboNews


'Doze Estações' traz histórias emocionantes e cheias de esperança
Quantas mudanças ocorreram na paisagem e nos moradores de grandes cidades do planeta durante os longos meses de um ano de pandemia? Foi como se cada estação do ano se multiplicasse em sensações e transformações. Um retrato dessa passagem de tempo em Nova York, Lisboa e Londres conduz o documentário '12 Estações', produção da GloboNews que o canal exibe neste domingo, dia 19, às 23h, em sua faixa especial de documentários. O isolamento ao longo dos meses de outono e inverno, o desconfinamento na primavera e o cheiro da liberdade no verão traduzidos em histórias emocionantes e cheias de esperança. 
 
Nova York foi uma das cidades mais afetadas pela pandemia. Correspondente nos Estados Unidos desde 2016, a jornalista Carolina Cimenti acompanhou as mudanças pelo olhar de um imigrante que ganha a vida trabalhando em um food truck; de uma violinista da Broadway, afetada pelo encerramento das atividades; e de um corretor de imóveis. O metrô e os arranha-céus nova-iorquinos também são personagens. "Ninguém passa por esta pandemia e sai do outro lado igual. Um dia, vendo a cidade deserta e fechada, pensei que era importante e necessário registrar essa grande metrópole ao longo desse processo. Nova York se reinventa o tempo todo. E dessa vez não está sendo diferente", afirma.
 
Pedro Vedova foi o responsável por registrar como a população de Londres encarou a pandemia. O correspondente acompanhou durante meses a rotina de um músico que sofreu com o fechamento de casas de show; uma jardineira, que ficou sem trabalhar; e um torcedor fanático de futebol, longe de sua maior paixão. "Todos repensamos a vida durante a pandemia. Alguns escolheram mudar hábitos, outros esperaram ansiosos pelo recomeço, e muitos deram mais valor àquilo que perderam", observa o correspondente.
 
Em Lisboa, o documentário 'Doze Estações' acompanha, com o repórter Leonardo Monteiro, o dia a dia de um confeiteiro que viu a vida perder o sabor; um condutor de bonde que ficou sem passageiros e de uma brasileira que levava turistas para conhecer a capital portuguesa em um tuk-tuk. "As estações do ano marcaram bem cada fase da pandemia, mas a gente só descobriu isso gravando. Foi angustiante passar um inverno todo confinado, sem saber o que viria pela frente. Com a chegada da primavera, sentimos, aos poucos, o virar de uma página que ninguém mais queria viver. E o verão nos brindou com a possibilidade de uma vida perto do normal", explica Leonardo Monteiro. 
 
Desde 2014, a GloboNews já produziu mais de 70 documentários com a Globo Filmes, com o Canal Brasil e, mais recentemente, com o Globoplay. Títulos que mereceram indicações em vários festivais nacionais e internacionais e a prêmios como o Emmy Internacional (com o documentário 'Torre de David' em 2015, com 'Síria em Fuga' em 2016 e com 'Aliados' em 2020). A lista inclui ainda renomadas produções como: 'Cidades Fantasmas', 'Libelu – Abaixo a Ditadura' e 'Cine Marrocos' – também vencedoras do Festival É Tudo Verdade –, e 'Marinheiro das Montanhas', único filme brasileiro selecionado para o Festival de Cannes de 2021.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fenômeno nas redes sociais, Maru Karv estreia como apresentadora no “Manda Nudes”

Lifetime Movies: A História de Chris Porco resgata caso de filho que matou o pai e desfigurou a mãe

SexPrivé apresenta ‘ménage à trois ao vivo’ em feira virtual de negócios do mercado adulto