Assassinato de Margot Proença Gallo, mãe da atriz Maitê Proença, é tema do próximo ‘Arquivo Vivo’




Em novo episódio do PodCast 'Arquivo Vivo', Renato Lombardi e Percival de Souza narram detalhes do assassinato de Margot Proença Gallo pelo próprio marido. Podcast vai ao ar na próxima sexta-feira, 12/11


No episódio desta semana do podcast ' Arquivo Vivo ', comandado por Percival de Souza e Renato Lombardi, os jornalistas irão comentar sobre o assassinato de Margot Proença Gallo, mãe da atriz Maitê Proença, morta em 1970 pelo marido, Augusto Carlos Eduardo da Rocha Gallo.

Na noite do dia 07 de novembro de 1970, Margot Proença Gallo foi esfaqueada 11 vezes por seu marido, Augusto Carlos Eduardo da Rocha Gallo. O crime, resultado do ciúme de Augusto, aconteceu porque ele desconfiava que Margot tivesse um caso com seu professor de francês, Ives Gentilhomme. Augusto era promotor de justiça e foi declarado inocente. Conforme a sentença, teria sido tomado de cólera e agido por intensa emoção em legítima defesa da honra.

Neste episódio de 'Arquivo Vivo', Percival e Lombardi irão relembrar mais detalhes desse caso brutal de feminicídio que chocou o Brasil.



O episódio irá ao ar nessa sexta-feira, 12/11, no Portal R7, PlayPlus e outras plataformas digitais de áudio.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fenômeno nas redes sociais, Maru Karv estreia como apresentadora no “Manda Nudes”

Lifetime Movies: A História de Chris Porco resgata caso de filho que matou o pai e desfigurou a mãe

SexPrivé apresenta ‘ménage à trois ao vivo’ em feira virtual de negócios do mercado adulto