‘Ça Va Paris’ dá início à contagem regressiva do sportv para os Jogos Olímpicos de 2024

SporTV

Estreia do programa apresentado por Marcelo Barreto no sportv2 faz parte das comemorações de 30 anos da marca e contará com a participação da ginasta Rebeca Andrade

A contagem regressiva para os Jogos Olímpicos de Paris 2024 será aberta pelo sportv a partir das 23h desta sexta-feira, dia 12. Logo depois da partida entre Flamengo e Minas, pela Superliga de Vôlei Feminino, estreia no sportv2 o 'Ça Va Paris', um programa semanal apresentado por Marcelo Barreto, que vai acompanhar de perto as preparações para as próximas Olimpíadas. A cada edição, um comentarista da Globo estará ao lado do apresentador. Na estreia será Fabi Alvim, bicampeã olímpica de vôlei. A ginasta Rebeca Andrade, campeã olímpica e mundial no salto este ano, é a convidada especial da dupla nesta primeira edição. O novo programa faz parte das comemorações de 30 anos desta marca pioneira e referência no mercado de consumo de conteúdo esportivo no país. 
 
O 'Ça Va Paris' contará também com a participação semanal do repórter Guilherme Costa, que dará prosseguimento ao "Termômetro", quadro de sucesso do 'Ohayo Tóquio', programa exibido este ano durante os Jogos Olímpicos de Tóquio, mostrando o desempenho dos atletas brasileiros em modalidades olímpicas. O programa também terá quadros sobre os Jogos Paralímpicos e os Jogos Olímpicos de Inverno, que acontecerão em fevereiro de 2022, em Pequim, na China, com transmissão do sportv. Na estreia, o correspondente Marcelo Courrege visita os locais onde serão realizadas as competições dos Jogos de Paris. Outra reportagem mostra o que aconteceu no Mundial de Breaking, na Polônia. A modalidade é uma das novidades dos Jogos de Paris 2024. 
 
A relação de Marcelo Barreto com o sportv é uma das mais longevas da história da marca. Na empresa desde o fim de 2001 e apresentador desde 2003, o jornalista esteve presente em quase dois terços dos 30 anos do sportv. E, para completar, seu filho, Pedro, completa 14 anos nesta quarta-feira, 10, mesmo dia do aniversário do canal. "O sportv já é o lugar onde eu trabalhei mais tempo. É o lugar onde fiz as coisas mais relevantes e onde ganhei mais projeção na minha carreira. Sou reconhecido como 'Barreto, do sportv'. Virou quase um sobrenome profissional para mim", explica o apresentador do 'Ça Va Paris', que também já foi correspondente em Londres por dois anos, entre 2011 e 2013.
 
BATE-BOLA - MARCELO BARRETO
 
Este novo programa irá servir como o início da cobertura do sportv rumo aos Jogos Olímpicos de 2024. Como surgiu a ideia de fazê-lo e o que pretendem mostrar ao longo destas semanas para acompanhar a evolução dos preparativos para este grande evento?
A ideia de criar o 'Ça Va Paris' surgiu da boa repercussão do 'Ohayo Toquio'. Durante o evento, trouxemos os nossos comentaristas para o estúdio para compartilharem conosco as experiências e visões deles sobre o vinha acontecendo nos Jogos Olímpicos de Tóquio. A resposta do público foi muito boa. Daí surgiu a ideia de um novo programa em que pudéssemos, a cada semana, acompanhar a preparação, mais curta desta vez, até Paris 2024. 
 
Cada edição dos Jogos Olímpicos tem sua particularidade. Qual você acredita que será a característica mais marcante dos Jogos Olímpicos de Paris?
Se tudo acontecer como esperamos, acho que será marcado pela retomada, pelo reencontro. O público será o protagonista dos Jogos de Paris. Já existe a preocupação de integrar o evento com a cidade, fazer com que ela não tenha um papel apenas de sede, mas de participante. Talvez seja a cidade mais bonita que o homem já construiu e as pessoas estarão nas ruas de Paris. A prova da maratona pela primeira vez será aberta ao público em geral. Então terá esta sensação de o público compartilhar o espaço com os atletas. 
 
O lançamento do 'Ça Va Paris' faz parte das comemorações de 30 anos do sportv. O que representa para você saber que fez parte de mais da metade desta caminhada e o que representa o sportv na sua vida?
Essa marca dos 30 anos é interessante porque me faz pensar que eu estive presente em quase dois terços deste tempo, ajudei a construir essa história. Não apenas pelo papel diante das câmeras, mas também como gestor de estagiários, papel que desempenhei durante um tempo. Estive presente na seleção e nas primeiras orientações a muita gente que hoje faz parte da equipe do sportv. Dá um orgulho muito grande neste sentido também.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fenômeno nas redes sociais, Maru Karv estreia como apresentadora no “Manda Nudes”

Lifetime Movies: A História de Chris Porco resgata caso de filho que matou o pai e desfigurou a mãe

SexPrivé apresenta ‘ménage à trois ao vivo’ em feira virtual de negócios do mercado adulto