Centenário da Semana de Arte Moderna é celebrado pelo Jornalismo da TV Globo e pela GloboNews

TVGLOBO-GLOBONEWS

Reportagens especiais no 'Antena Paulista', 'Fantástico', 'Bom Dia São Paulo', 'Bom Dia Brasil', 'SP1', 'Jornal Hoje', 'SP2', 'Jornal Nacional' e 'Jornal da Globo' e documentário da GloboNews destacam a importância do evento

Um dos momentos mais importantes da arte brasileira completa 100 anos na próxima semana. Para relembrar os principais fatos da Semana de Arte Moderna, considerada um marco na história de São Paulo e um divisor de águas na cultura do país, o Jornalismo da TV Globo prepara uma série de reportagens especiais que vão ao ar a partir deste domingo, dia 13.  No mesmo dia, a GloboNews exibe do documentário original 'Os Novos Modernos', que mostra como a nova geração de artistas brasileiros mantém vivo o legado dos modernistas de 1922. 
  
O 'Antena Paulista' será ancorado por Carlos Tramontina direto da Casa Mário de Andrade e da Casa Guilherme de Almeida neste domingo, dia 13. O programa destaca as residências modernistas, consideradas virada de chave na arquitetura de São Paulo, e a trajetória do poeta Oswald de Andrade por meio da última casa em que ele morou, um pacato sítio em Ribeirão Pires.   
   
Ainda no domingo, reportagem de Ernesto Paglia no 'Fantástico' relata como o evento - organizado por um grupo de intelectuais e artistas por ocasião do Centenário da Independência - declarou o rompimento com o tradicionalismo cultural associado às correntes literárias e artísticas anteriores: o parnasianismo, o simbolismo e a arte acadêmica.  
  
'Bom Dia São Paulo' de segunda-feira, dia 14, traz a história das residências de diversos artistas que participaram do evento em 1922. Em seguida, reportagem de Thiago Crespo mostra no 'Bom Dia Brasil' que, 100 anos depois, obras do modernismo, como o Abaporu e Operários de Tarsila Amaral, não estão apenas dentro de museus. Elas ganharam versões novas e populares.   
  
Na segunda e na terça-feira, dias 14 e 15, o 'SP1' mostra um dos redutos intelectuais que recebiam personalidades na época, a Villa Kyrial, e algumas obras icônicas de artistas que compuseram o evento, como o quadro Amigos, de Di Cavalcanti, que fez parte da exposição histórica no Theatro Municipal de São Paulo.  
  
Em três reportagens, previstas para os dias 14, 15 e 16, o 'Jornal Hoje' traz exemplos de como os modernistas mudaram a forma de ver e de pensar a arte no Brasil. A repórter Laura Cassano conta quem foi Anita Malfatti e Villa Lobos e como as poesias de Manuel Bandeira, Oswald de Andrade e Mário de Andrade abriram caminho para a música brasileira que viria depois.   
  
Ao longo da semana, o 'SP 2' fala da importância do Theatro Municipal, palco da Semana de Arte, e da casa onde Tarsila do Amaral viveu alguns anos do seu casamento com Oswald de Andrade. Outra reportagem revela por que as duas artes mais populares no mundo naquela época, a fotografia e o cinema, ficaram de fora do evento. 
  
O 'Jornal Nacional' também celebra o centenário com uma cobertura especial durante a semana. A repórter Renata Ribeiro conta como se deu a aproximação de Oswald de Andrade, Menotti Del Picchia, Mário de Andrade, Tarsila do Amaral e Anita Malfatti e traz detalhes das cartas trocadas entre esses modernistas. Em outra reportagem, Janaína Lepri mostra como as influências de vanguardas europeias, trazidas por artistas imigrantes, afetaram o modernismo brasileiro. E a reportagem de Bruno Tavares relembra comissão de modernistas paulistas que foi até o Rio de Janeiro para atrair os vanguardistas de lá e destaca uma das estrelas da Semana de 22, o maestro Villa Lobos.   
 
No 'Jornal da Globo', a repórter Ana Paula Campos passeia por duas exposições em cartaz em São Paulo, revelando o legado da Semana de 22 para a arte brasileira contemporânea. Prevista para ir ao ar na segunda-feira, dia 14, a reportagem mostra a equipe em busca da brasilidade almejada pelo movimento modernista.  
 
Semana de 1922 também é tema de documentário original da Globo News 
 
GloboNews exibe neste domingo, dia 13, às 23h, o documentário original 'Os Novos Modernos', que vai mostrar como a nova geração de artistas brasileiros mantém vivo o legado dos modernistas de 1922. A produção entrevistou os artistas Maxwell Alexandre, Panmela Castro, Jonathas de Andrade, Denilson Baniwa, Baco Exu do Blues e Sergio Vaz.  A história da Semana de 22 é recontada no documentário pela ótica de familiares de artistas que marcaram época, como a sobrinha-neta da Tarsila do Amaral e o neto de Oswald de Andrade, e ainda de especialistas e curadores de arte, como Lauro Cavalcanti, Marcia Camargos, Beatriz Milhazes, Ernesto Neto e Marcelo Campos.    
 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

NICKELODEON ESTREIA SPYDERS

Formula E

Pode preparar a pipoca!