Mostra Canal Brasil exibe neste fim de semana 4 filmes aclamados em programação especial pelo aniversário do canal


 

As travestis estrelas do filme "Divinas Divas", dirigido por Leandra Leal. Divulgação.


Canal Brasil comemora em setembro 24 anos no ar e, para celebrar este momento especial, a programação deste mês está repleta de filmes coproduzidos pelo canal que foram sucesso em festivais de cinema e tiveram grande repercussão com o público. Durante todos os sábados e domingos de setembro, serão exibidos documentários às 14h e ficções às 23h30.
 

Neste sábado, 10, o assinante vai ter a oportunidade de assistir "Divinas Divas" (foto), de Leandra Leal, às 14h, documentário que aborda a primeira geração de artistas travestis do Brasil, como Rogéria, Jane Di Castro, entre outras. À noite, às 23h30, é a vez do longa "O Silêncio do Céu", de Marco Dutra, com Carolina Dieckman em um dos papéis principais.
 

No domingo, às 14h, vai ao ar um dos filmes nacionais mais aclamados pelo público dos últimos tempos: "Babenco - Alguém Tem que Ouvir o Coração e Dizer: Parou", de Bárbara Paz. A obra traz relatos marcantes sobre as memórias, amores, reflexões, intelectualidade e a frágil condição de saúde de Babenco, além de revelar como o seu amor pelo cinema o manteve vivo por tantos anos. Fechando a programação especial do fim de semana, às 23h30, será exibido o longa de ficção "Correndo Atrás", de Jefferson D. A comédia conta com Aílton Graça no papel principal e promete arrancar boas risadas e reflexões com a sua trama leve, envolvente e divertida.

 

Mostra Canal Brasil
 

Sábado, 10/09:
 

Divinas Divas (2016) (110')

Direção: Leandra Leal

Horário: 14h

Classificação: 14 anos

Sinopse: Divinas Divas aborda a primeira geração de artistas travestis do Brasil. Rogéria, Valéria, Jane Di Castro, Camille K, Fujica de Holliday, Eloína, Marquesa e Brigitte de Búzios formaram, na década de 1970, o grupo que testemunhou o auge de uma Cinelândia 02 repleta de cinemas e teatros, cenário de contestação e provocação aos costumes da época. Um dos primeiros palcos a abrigar travestis no Brasil, o Teatro Rival era então produzido por Américo Leal, avô de Leandra Leal, diretora do documentário. O filme irá acompanhar o reencontro das artistas para a montagem de um espetáculo, trazendo para a cena as histórias e memórias de uma geração que revolucionou o comportamento sexual e desafiou a moral de uma época.
 

O Silêncio do Céu (2016) (98')

Direção: Marco Dutra

Horário: 23h30

Classificação: 14 anos

Sinopse: Ao chegar em casa no meio da tarde, o roteirista Mário (Leonardo Sbaraglia) testemunha uma violação contra sua esposa Diana (Carolina Dieckmann) por dois homens desconhecidos. Oprimido, ele fica perplexo e não toma nenhuma atitude. Diana, sem saber que ele viu o crime, opta por manter tudo em segredo. O silêncio que cresce entre o casal nos dias que se seguem torna-se um tipo próprio de violência.
 

Domingo, 11/09:

 

Babenco - Alguém Tem que Ouvir o Coração e Dizer: Parou (2019) (75')

Direção: Bárbara Paz

Horário: 14h

Classificação: 14 Anos

Sinopse: "Eu já́ vivi minha morte, agora só falta fazer um filme sobre ela" - disse o cineasta Hector Babenco a Bárbara Paz, ao perceber que não lhe restava muito tempo de vida. Ela aceitou a missão e realizou o último desejo do companheiro: ser protagonista de sua própria morte. Nesta imersão amorosa na vida do cineasta, ele se desnuda, consciente, em situações íntimas e dolorosas. Revela medos e ansiedades, mas também memórias, reflexões e fabulações, num confronto entre vigor intelectual e fragilidade física que marcou sua vida. Do primeiro câncer, aos 38 até́ a morte, aos 70 anos, Babenco fez do cinema remédio e alimento para continuar vivendo. Tell me when I die é o primeiro filme de Barbara Paz mas, também, de certa forma, a última obra de Hector - um filme sobre filmar para não morrer jamais.

 

Correndo Atrás (2018) (86')

Direção: Jefferson De

Horário: 23h30

Classificação: 12 anos

Sinopse: Ventania (Aílton Graça) é trabalhador e vai tentar de tudo para mudar de vida. Já tendo aceitado diversos bicos para conseguir pagar as contas, ele foi de vendedor de produtos em sinais de trânsito até animador de festas infantis, mas nada parecia dar certo para ele. Com a grana cada vez mais curta, ele tem a ideia de ser um empresário de futebol e se torna um caça-talentos do esporte. É aí que ele conhece Glanderson (Juan Paiva), um garoto pobre e deficiente físico, que apesar das dificuldades, tem muito talento.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

NICKELODEON ESTREIA SPYDERS

Pode preparar a pipoca!

Influenciadora Stephanie Silveira posta fotos sensuais do seu dia a dia na Privacy