Mano Brown conversa com Seu Jorge e Jeferson De sobre cinema, música e infância na periferia


 

A audiossérie Original Spotify Paciente 63, na qual Seu Jorge é um dos protagonistas, surge como um dos assuntos entre os convidados

Toda quinta-feira, grátis, só no Spotify

 

Crédito: Jef Delgado/Spotify


São Paulo, 06 de abril de 2022 - O terceiro episódio do podcast Original Spotify Mano a Mano, que vai ao ar amanhã, quinta, 7, estreia o formato mesa-redonda na segunda temporada. Mano Brown conversa com o cantor e ator Seu Jorge e o cineasta Jeferson De sobre o cinema na sociedade, além de música e a infância na periferia. Escute aqui. É grátis, só no Spotify.


"Fui no casamento do Lenny Kravitz, encontrei Denzel Washington e ele disse que assistiu Cidade de Deus 5 vezes", conta Seu Jorge. "O máximo da representatividade é quando você assiste um filme e fala: 'Pô, tá falando da minha quebrada'. Na frente da câmera, temos um poder muito grande. A grande virada são pretas e pretos por atrás das câmeras e Cidade de Deus foi um passo para isso", comenta Jef De. Mano Brown elogia e confirma que também assistiu à produção nos cinemas na época. "Fiz questão de sentar na segunda fileira, eu e mais três amigos, não consegui nem dormir naquela noite, sonhei com o filme!", comenta.
 

A conversa ainda destaca outra produção estrelada por Seu Jorge, não nos cinemas, mas na podosfera: Paciente 63, audiossérie Original Spotify, que teve a segunda temporada lançada em 8 de fevereiro deste ano e foi vencedora do Prêmio APCA como melhor podcast em 2021. "Não contávamos com tanto sucesso. Para mim, foi o início do gênero no Brasil. Mexe no imaginário", diz Seu Jorge.
 

Na música, MB e o cantor relembraram os sucessos de Bebeto, o rei do suingue, e ainda cantaram trechos de Minha Preta, canção de 1978. Seu Jorge relembra o sucesso do Racionais e questiona o rapper: "Como explica Racionais, Brown? Teve uma época que a gente só via camiseta do Olodum e do Racionais, mas não tocava em lugar nenhum, não falava com ninguém, como explica?". Emocionado, o MC entrega: "Pô, você falando isso eu choro".
 

A infância de Seu Jorge na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro, e de Jef De em Taubaté, no interior de São Paulo, também são parte deste longo papo entre o trio.

 

Nesta temporada do Original Spotify Mano a Mano, o MC continua recebendo personalidades de diferentes gerações, expandindo o diálogo com temas até então não explorados e também sempre dá um jeito de revelar o lado mais pessoal do convidado e da sua própria história. O rapper, apresentador e escritor Emicida e a cantora Jojo Todynho foram os primeiros convidados da segunda temporada. Com direção criativa de Spotify Studios e Gana e produção de Spotify Studios, MugShot e Boogie Naipe, Mano a Mano é um podcast Original Spotify com episódios inéditos todas às quintas-feiras, grátis, só no Spotify.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

NICKELODEON ESTREIA SPYDERS

Formula E

GloboNews promove Festival #ConverseComOutrasIdeias