Canal Brasil celebra audiovisual de Pernambuco com a Mostra Cinema Pernambucano em Ação


Serão exibidas 11 produções, incluindo o longa inédito "Seguindo Todos os Protocolos", os sucessos "Bacurau" e "Divino Amor", e a série "Fim do Mundo"

 

 

 

Pernambuco é um dos maiores pólos da produção cinematográfica do Brasil e, para celebrar a contribuição do Estado para a sétima arte brasileira, o Canal Brasil preparou uma mostra especial com grandes nomes pernambucanos que encantam as telonas. De quinta (10/11) a sexta (18/11), sempre à 0h30, serão exibidos nove filmes repletos de talentos nascidos no estado. Entre os sucessos da seleção estão o inédito "Seguindo Todos os Protocolos" (2020), de Fabio Leal; além dos premiados "Carro Rei" (2021), de Renata Pinheiro; "Bacurau" (2019), de Juliano Dornelles e Kleber Mendonça Filho; "Divino Amor" (2019), de Gabriel Mascaro; "Azougue Nazaré" (2018), de Tiago Melo; "Tatuagem" (2013), de Hilton Lacerda; e "Era uma Vez, Eu, Verônica" (2012), de Marcelo Gomes. Os clássicos do cinema nacional "Baile Perfumado" (1997), de Lírio Ferreira e Paulo Caldas, e "Amarelo Manga" (2003), de Cláudio Assis, também estão na lista.


 

Além dos filmes, voltam para a programação do canal duas séries pernambucanas, ambas dirigidas por Lacerda: "Lama dos Dias" (2017) e "Fim do Mundo" (2016) . Os sete episódios de "Lama dos Dias" vão ao ar no sábado, a partir das 22h, com um resgate da cena cultural do Recife no início dos anos 1990 e o retrato do surgimento do movimento manguebeat. A série mostra o nascimento do movimento e como ele foi capaz de mudar a história da cidade e transformá-la em uma urbe pulsante, com uma cena cultural intensa.


 

"Fim do Mundo" será exibida às segundas, às 22h55, a partir do dia 21 de novembro. A atração traz a história de Vitória e Cristiano, mãe e filho, interpretados pelos pernambucanos Hermila Guedes e Jesuíta Barbosa. Eles são obrigados a voltar a Desterro, cidade que ela classifica como "fim do mundo" e acabam tendo contato com mistérios relacionados à família. Cada um dos cinco episódios é inspirado em um conto escrito por um autor nordestino.


 

FILMES


 

Baile Perfumado (1997) (93')

Horário: quinta, 10/11, à 0h30

Classificação: 16 anos

Direção: Lírio Ferreira e Paulo Caldas

Sinopse: O longa desvenda os trabalhos do único dono de imagens autorizadas do cangaceiro Lampião (Luís Carlos Vasconcelos), o fotógrafo e documentarista Benjamin Abrahão (Duda Mamberti). Homem de confiança de Padre Cícero (Jofre Soares), Benjamin vivia junto ao bando e registrava as ações do grupo, no intuito de produzir um filme sobre a vida do cangaceiro e seus comparsas. O material filmado é de 1936 e no filme, 60 anos depois, essas imagens possibilitam a revisitação do sertão nordestino.


 

Amarelo Manga (2003) (100')

Horário: sexta, 11/11, à 0h30

Classificação: 18 anos

Direção: Cláudio Assis

Sinopse: Recife serve de cenário para uma sucessão de curtas histórias: um açougueiro que, apesar de louvar sua mulher evangélica,mantém uma amante; a fascinação de um necrófilo pela dona de um bar; e um homossexual que sonha em conquistar o açougueiro.


 

Bacurau (2019) (128')

Horário: sábado, 12/11, à 0h30

Classificação: 16 anos

Direção: Juliano Dornelles e Kleber Mendonça Filho

Sinopse: No sertão brasileiro, Bacurau acaba de perder dona Carmelita, uma moradora respeitada por todos. Logo, estranhos episódios começam a acontecer e o fora da lei Lunga é chamado para ajudar seus conterrâneos.


 

Carro Rei (2021) (97')

Horário: domingo, 13/11, às 22h10

Classificação: 14 Anos

Direção: Renata Pinheiro

Sinopse: Uno é um jovem menino que tem a estranha habilidade de conversar com carros desde sua infância. Um dia, as autoridades políticas de sua cidade passam uma lei que pode fazer com que a empresa de seu pai venha a falir. Com a proibição da circulação de carros antigos nas ruas da cidade, Uno recorre ao seu melhor amigo de infância: um carro. Junto com seu tio, Uno transformará um simples automóvel no Carro Rei - um carro que pode falar, ouvir e ter sentimentos.


 

Seguindo Todos os Protocolos (2020) (74')

INÉDITO

Horário: segunda, 14/11, à 0h30

Classificação: 18 Anos

Direção: Fabio Leal

Sinopse: Chico (Fábio Leal) está sozinho em seu apartamento, e vive cada dia imerso em marasmo e ansiedade, durante a pandemia. Em sua solidão, é cada vez mais tomado pelo desejo do contato humano, e, em especial, do sexo. Disso, nascem formas alternativas de reencontros, e a procura de uma maneira de tocar outras pessoas com segurança. O longa aborda a solidão do isolamento social na fase mais aguda da pandemia de Covid 19.


 

Azougue Nazaré (2018) (82')

Horário: terça, 15/11, à 0h30

Classificação: 14 anos

Direção: Tiago Melo

Sinopse: Em uma cidade do interior, em meio aos canaviais, um grupo de pessoas vive suas vidas, suas tensões, seus desafios, seus sonhos e também rituais fantásticos à espera da chegada dos dias de festa.


 

Divino Amor (2019) (101')

Horário: quarta, 16/11, à 0h30

Classificação: 18 anos

Direção: Gabriel Mascaro

Sinopse: O Brasil vive uma nova era em 2027. O carnaval foi substituído por festas

gospel. A tecnologia avançou para possibilitar um estado hi-tech, mas os fins dados ao

progresso são temerosos. Agora, scanners são capazes de dizer o estado civil de uma

pessoa, existem exames expressos de DNA e igrejas em estilo drive-thru. A burocracia

neopentecostal e suas incoerências estão representadas na figura de Joana (Dira Paes), uma funcionária pública que utiliza seu trabalho para convencer casais que desejam o divórcio a continuarem juntos. O casamento com Danilo (Julio Machado) é perfeito, exceto pela falta de um filho que, apesar de diversas tentativas, teima em não vir. A fé de ambos, no entanto, sofre um golpe duro quando o casamento entra em crise e as novas liturgias são questionadas.


 

Era uma Vez, Eu, Verônica (2012)(109')

Horário: quinta, 17/11, à 0h30

Classificação: 16 anos

Direção: Marcelo Gomes

Sinopse: Recém-formada em medicina, Verônica atravessa um momento crucial em sua vida e questiona sua escolha profissional, seus laços afetivos e sua capacidade de lidar com a vida nova.


 

Tatuagem (2013) (110')

Horário: sexta, 18/11, à 0h30

Classificação: 16 anos

Direção: Hilton Lacerda

Sinopse: Recife, 1978. Clécio Wanderley (Irandhir Santos) é o líder da trupe teatral Chão de Estrelas, que realiza shows repletos de deboche e com cenas de nudez. A principal estrela da equipe é Paulete (Rodrigo Garcia), com quem Clécio mantém um relacionamento. Um dia, Paulete recebe a visita de seu cunhado, o jovem Fininha (Jesuíta Barbosa), que é militar. Encantado com o universo criado pelo Chão de Estrelas, ele logo é seduzido por Clécio. Não demora muito para que eles engatem um tórrido relacionamento, que o coloca em uma situação dúbia: ao mesmo tempo em que convive cada vez mais com os integrantes da trupe, ele precisa lidar com a repressão existente no meio militar em plena ditadura.


 

SÉRIES

 

Lama dos Dias (2017) (7x25')

Direção: Hilton Lacerda

Horário: sábado, 19/11, a partir de 22h

Classificação: 16 anos

Sinopse: A série resgata um pouco da história de Recife no fim do século passado para mostrar o contexto responsável pelo nascimento do manguebit. Longe dos grandes centros e em um momento de crise após a redemocratização, Recife presenciou uma verdadeira ebulição nos mais diversos campos da cultura. A atração mostra os detalhes desse período a partir de dois núcleos principais; a trajetória da banda Psicopasso, um conjunto cuja sonoridade mescla a agressividade do rock com a batida do maracatu, e um grupo de amigos de uma universidade insatisfeitos com o sistema e frequentadores da cena musical local. Com um elenco formado por atores amadores -- complementado pela participação especial de Maeve Jinkings --, o programa mostra como surgiu, da lama, uma geração consistente de artistas nacionais.


 

Fim do Mundo (2016) (5x45')

Direção: Hilton Lacerda

Reestreia: segunda, 21/11, às 22h55

Horário: segunda, às 22h55

Alternativos: quintas, às 4h; e segundas, à 1h15

Classificação: 16 anos

Sinopse: Na tentativa de recomeçar a vida ao lado do filho Cristiano (Jesuíta Barbosa), que acaba de sair da cadeia, Vitória (Hermila Guedes) retorna a Desterro, sua cidade natal. Lá, ela é obrigada a se submeter às regras questionáveis de Balbino (Alberto Pires), seu irmão mais velho e intransigente.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

NICKELODEON ESTREIA SPYDERS

Pode preparar a pipoca!

Influenciadora Stephanie Silveira posta fotos sensuais do seu dia a dia na Privacy