"PLUFT, O FANTASMINHA" ESTREIA NESTA QUINTA-FEIRA

Longa chega a 27 estados do Brasil, em 448 cinemas e 727 salas

Lola Belli interpreta Maribel
Fabíula Nascimento e Nicolas Cruz vivem Mãe Fantasma e Pluft

 

A maior produção infanto-juvenil do cinema brasileiro estreia em todo o país nas férias de julho de 2022, nesta quinta-feira, dia 21. Pluft, o Fantasminha, dirigido por Rosane Svartman e produzido por Clélia Bessa, invade as telonas com o título de primeiro filme infantil brasileiro de live-action em 3D, além do pioneirismo com filmagens subaquáticas para dar vida ao universo fantástico do mundo dos fantasmas. Com elenco estrelado por Juliano Cazarré, Fabiula Nascimento, Arthur Aguiar, Lucas Salles, Hugo Germano, participações especiais de Orã Figueiredo, Gregório Duvivier, Simone Mazzer, Ariane Souza, Thaís Souza e Ricardo Kosovski, o filme apresenta os jovens atores Lola Belli e Nicolas Cruz - que interpretam Maribel e Pluft. Com produção da Raccord Filmes, coprodução da Globo Filmes e do Gloob e distribuição da Downtown Filmes, o longa é a adaptação para o cinema da clássica peça de teatro escrita por Maria Clara Machado e encenada pela primeira vez em 1955.

 

Pluft, o Fantasminha tem investimento do BNDES, Librelato, RioFilme, órgão que integra a Secretaria de Governo e Integridade Pública da Prefeitura do Rio. O filme foi desenvolvido com recursos do Programa de Editais da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro 2011/2012. A obra contou com recursos públicos geridos pela Agência Nacional do Cinema -- ANCINE e com investimentos do Fundo Setorial do Audiovisual - FSA administrados pelo BRDE.

 

Com roteiro assinado por Cacá Mourthé, sobrinha de Maria Clara Machado, e José Lavigne, que trabalharam por muitos anos com a autora no Teatro TabladoPluft, o Fantasminha tem trilha sonora original de Tim Rescala e conta com interpretações de Frejat, Simone Mazzer, do Coral da Gente com a Orquestra Sinfônica de Heliópolis e do coro infantil da UFRJ, acompanhados de piano, violinos, flautas, contrabaixos, percussão, bateria e trompete.

 

Escrito para crianças, o texto atravessa diversas gerações e provoca - além dos sentimentos nostálgicos e afetuosos - a reflexão sobre enfrentar o desconhecido, como o afeto pode ajudar a lidar com o medo e conquistar a liberdade.

 

Na história, a menina Maribel (Lola Belli) é sequestrada pelo pirata Perna-de-Pau (Juliano Cazarré), que quer usá-la para achar o tesouro deixado pelo seu avô, o falecido Capitão Bonança Arco-íris. Na casa abandonada onde o capitão morou, Maribel espera pela ajuda dos marinheiros Sebastião (Arthur Aguiar), João (Lucas Salles) e Juliano (Hugo Germano), muito amigos do velho capitão, que saem em uma atrapalhada busca pela garota. Eles não chegam nunca e ela acaba conhecendo o fantasminha Pluft (Nicolas Cruz), que morre de medo de gente, Mãe Fantasma (Fabiula Nascimento) e Tio Gerúndio (José Lavigne).

 

Ao conhecer Maribel, o fantasminha dá seu primeiro passo para enfrentar o seu medo de gente. Uma grande amizade surge desse encontro e também planos para enfrentar o Perna-de-Pau e assim libertar a garota! Orgulhosa de cada passo de seu filho, a Mãe Fantasma divide a evolução do garoto e pede conselhos sempre para a Prima Bolha (Daniela Cecato Barbyeri), além de contar com o apoio do sábio Tio Gerúndio. O vilão, só não mais atrapalhado que os marinheiros, não dá o braço a torcer enquanto não encontrar o tal do tesouro. Para relaxar, ele costuma ir a uma taberna onde piratas, marinheiros e boêmios vivem às turras e de maneira peculiar. Mal sabe ele que sua invencibilidade está próxima do fim e que vai ser enfrentado por duas crianças, sendo uma delas o Pluft.
 

Juliano Cazarré vive o Pirata-Perna-de-Pau
Os amigos João (Lucas Salles), Sebastião (Arthur Aguiar) e Julião (Hugo Germano)


SINOPSE

Pluft mostra a inesperada amizade entre o fantasminha que morre de medo de gente e a menina Maribel. Ela é sequestrada pelo pirata Perna-de-Pau, que quer usá-la para achar o tesouro deixado pelo seu avô, o falecido Capitão Bonança Arco-íris. Na casa abandonada onde o capitão morou, Maribel espera pela ajuda dos marinheiros Sebastião, João e Juliano, muito amigos do velho capitão, que saem em uma atrapalhada busca pela garota. Eles não chegam nunca e ela acaba conhecendo Pluft e sua família fantasma.
 

PERSONAGENS | ELENCO

Pluft - Nicolas Cruz

Maribel - Lola Belli

Mãe Fantasma - Fabiula Nascimento

Pirata Perna-de-Pau - Juliano Cazarré

João - Lucas Salles

Sebastião - Arthur Aguiar

Julião - Hugo Germano

Tio Gerúndio - José Lavigne

Prima Bolha - Daniela Cecato Barbyeri

Participações Especiais: Gregório Duvivier, Orã Figueiredo, Simone Mazzer, Ariane Souza, Thaís Belchior e Ricardo Kosovski

 

FICHA TÉCNICA

Direção - Rosane Svartman

Produção - Clélia Bessa

Roteiro - Cacá Mourthé e José Lavigne

Produção Executiva - Diogo Dahl

Produtores Associados - José Alvarenga Jr., Bruno Wainer e Marcos Pieri

Direção de Fotografia - Dudu Miranda

Direção de Arte - Fabiana Egrejas

Supervisão de Efeitos - Sandro Di Segni

Produção de Elenco - Cibele Santa Cruz

Direção Musical e Trilha Sonora Original - Tim Rescala, MBr

Montagem - Natara Ney e Welington Dutra

Figurino - Márcia Tacsir

Maquiagem - Mari Figueiredo e Cacá Zech

Som Direto - Alvaro Correia

Edição de Som - Waldir Xavier

Mixagem - Armando Torres Jr., ABC, e Caio Guerin

Supervisor de Finalização - Juca Díaz

Supervisão de Estereografia - José Francisco Neto, ABC

Supervisão de Tecnologia - José Dias

Direção de Fotografia Subaquática - Roberto Faissal, ABC

Coprodução - Globo Filmes e Gloob

 

CURIOSIDADES E INOVAÇÃO

Filmagens subaquáticas

Rosane Svartman e Clélia Bessa tinham um grande desafio antes mesmo do roteiro: dar veracidade à magia de Pluft do teatro nas telas de cinema. Inspiradas pelo ilusionista francês Marie-Georges-Jean Méliès, que foi um dos precursores do cinema e dos efeitos especiais, no início do século 20, e a partir de diversos testes feitos depois da indicação do clipe subaquático de "Only You", do Portishead, surgiu a ideia de usar uma piscina como possibilidade para dar vida aos fantasmas. Dito e feito. O "piloto", feito numa piscina de natação para crianças no clube do Flamengo, com Rosa, filha de Rosane, e mais cinco amigos, foi aprovado por Cacá Mourthé. Então iniciaram a busca pela piscina, equipe e formatos ideais.

 

A piscina que deu formato e vida aos fantasmas de Pluft foi encontrada no corpo de bombeiros de Franco da Rocha, cidade do interior de São Paulo. Por duas semanas, equipe e elenco se prepararam e filmaram no local, com tecnologia, preparadores e profissionais especializados em filmagens subaquáticas com equipamentos, inclusive, desenvolvimentos a partir do briefing da produção.

 

Tecnologia 100% Brasileira

Encontrada a fórmula para levar a magia do universo de Pluft para o cinema, o novo desafio era casar o orçamento com a tecnologia. Rosane e Clélia escutaram diversas vezes que deveriam buscar profissionais e equipamentos no exterior. Mas preferiram buscar dentro do audiovisual brasileiro as pessoas que poderiam abraçar a proposta da obra. Nessa pesquisa, tornaram o filme 100% brasileiro e ainda contam com nomes que já participaram de superproduções internacionais, como Sandro Di Segni, da O2 Pós, responsável pela supervisão de efeitos e que assumiu a mesma função em "Aladdin" e "Jurassic World". Assim como Roberto Faissal, com a inteligência da direção de fotografia subaquática, e o coordenador subaquático, Rodrigo Figueiredo.

 

Figurino do Senhor Flatus

O casaco do Senhor Flatus foi desenhado por Bill Morgan, estilista que fez a clássica jaqueta de Jimi Hendrix e que morou por muitos anos no Brasil. Atualmente, a cópia original está com o José Lavigne.

 

Barco Maria Clara

O último plano filmado em Sibaúma foi com os marinheiros remando no mar no nascer do sol. Um barquinho isolado entrou em quadro e tiveram que mudar o posicionamento da câmera. Terminada a filmagem, o elenco notou que por coincidência - ou não - o nome do barco era Maria Clara.

 

Homenagem a Hugo Carvana

O Capitão Bonança Arco-íris é Hugo Carvana, que aparece em diversas cenas representado por uma pintura. Trata-se de uma homenagem póstuma de toda equipe e elenco ao ator, retratado em um quadro no sótão da casa de Pluft. "Parecia que eu estava dirigindo com ele de olho", conta Rosane Svartman.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

NICKELODEON ESTREIA SPYDERS

Formula E

GloboNews promove Festival #ConverseComOutrasIdeias