Patricia Hill Collins, uma das mais potentes vozes do feminismo negro, estará n'A Feira do Livro


Socióloga estadunidense, uma das mais importantes vozes da intelectualidade contemporânea, vem ao Brasil em junho para participar da segunda edição d'A Feira do Livro

Patricia Hill Collins. Foto: Artur Renzo

A Feira do Livro o mais novo festival literário brasileiro, anuncia a vinda de Patricia Hill Collins entre os autores internacionais confirmados para o evento, que acontece entre os dias 7 e 11 de junho na praça Charles Miller, em frente ao Estádio do Pacaembu, em São Paulo. Autora de Bem mais que ideias: a interseccionalidade como teoria social crítica (Boitempo, 2022) e Pensamento feminista negro (Boitempo, 2019), Collins é considerada, ao lado de Angela Davis e bell hooks, uma das mais influentes pesquisadoras do feminismo negro nos Estados Unidos.

Filha única de uma família da classe trabalhadora, com mãe secretária e pai operário veterano de Guerra, teve formação escolar em instituições públicas, onde passou por momentos de silenciamento e invisibilização, temas que tornaram-se pilares de seu pensamento crítico.

No Brasil, seus livros foram publicados pela editora Boitempo, casa editorial que apoia a vinda da autora para A Feira do Livro. Em Pensamento feminista negro (Boitempo, 2019. Tradução de Jamille Pinheiro Dias), a autora desenvolve a sua teoria da interseccionalidade, que considera raça, classe, gênero e sexualidade como formas de opressão interligadas, que não podem ser compreendidas isoladamente e criam um sistema complexo que molda a vida de mulheres negras. Em Bem mais que ideias: a interseccionalidade como teoria social crítica (Boitempo, 2022. Tradução de Bruna Barros e Jess Oliveira), Patricia Hill Collins aborda problemas sociais contemporâneos, também pautada na interseccionalidade, e aponta as ferramentas necessárias para resolvê-los.

Collins se formou em sociologia na Universidade de Brandeis em Waltham, Massachusetts, concluiu mestrado em ensino de educação em ciências sociais na Universidade de Harvard e fez doutorado em sociologia no Departamento de Estudos Afro-Americanos da Universidade de Cincinnati, onde construiu carreira e trabalhou por vinte e três anos. Em 2005, Collins ingressou no departamento de sociologia da Universidade de Maryland como professora emérita, trabalhando questões de raça, pensamento feminista e teoria social, e em 2009, foi a primeira mulher negra a presidir a Associação Americana de Sociologia.

Autores confirmados para A Feira do Livro 2023

Abdellah Taïa, Bela Gil, Conrado Corsalette, Fatima Daas, Itamar Vieira Jr., Jericho Brown, Juliana Borges, Patricia Hill Colllins, Richard Zenith, Samir Machado de Machado.

Quem faz A Feira do Livro

Associação Quatro Cinco Um é uma organização sem fins lucrativos dedicada a levar o livro para o centro do debate na sociedade brasileira. Seus principais projetos são a revista de crítica de livros Quatro Cinco Um, que tem edição impressa, digital, em podcasts e newsletters, a editora de livros Tinta-da-China Brasil, com foco em literatura e ensaio, e o festival literário A Feira do Livro, criado em parceria com a Maré Produções Artísticas no Pacaembu, em São Paulo.

Maré Produções é um escritório de arquitetura especializado em exposições e feiras culturais. Entre as suas realizações recentes está a exposição internacional Amazônia, de Sebastião Salgado.

Serviço

A Feira do Livro

Data: de 7 a 11 de junho

Local: Praça Charles Miller – Pacaembu – São Paulo/SP

Entrada Gratuita

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SexPrivé Club: Nova apresentadora

Cine Gloob apresenta mais de 40 filmes no mês de Maio

2024