Didi Wagner visita São Paulo na nova temporada de Lugar Incomum, que estreia segunda (21) no Multishow




Créditos: Edu Viana / Divulgação Multishow


Diretamente da terra da garoa, Didi Wagner estreia a nova temporada de Lugar Incomum na segunda-feira, dia 21 de junho, às 18h no Multishow. Ao longo de oito episódios, a atração conta com um time de convidados inéditos - Gloria Groove, Tiago Abravanel, Nyvi Estephan, Vitão e Thelminha Assis - na missão de desbravar, ao lado da apresentadora, opções de lazer para diversos perfis e gostos, e tudo que a capital paulistana tem de melhor. As gravações seguiram todos protocolos de segurança dos órgãos de saúde para preservar a equipe envolvida e conter o avanço da Covid-19 no país.

"É um sonho antigo meu voltar a gravar em São Paulo. Para quem não sabe, o 'Lugar Incomum' começou em São Paulo, em 2006. Fazia apenas 14 anos que não gravávamos aqui (risos). É um sonho poder mostrar as belezas e atrações de uma das maiores cidades do mundo, que está em nível de igualdade a tantas outras localidades onde já estivemos. Amo São Paulo, sou daqui e tenho uma relação muito forte com essa cidade. Acredito demais em sua potência. E por fim, claro, levando em consideração que estamos passando por uma pandemia e que o ideal é não circular pelo mundo, por que não colocar o foco da nova temporada no lugar onde moro?" conta Didi.

Logo no primeiro episódio, Didi encontra Tiago Abravanel, que é colecionador de funkos - bonecos colecionáveis da cultura pop - e, juntos, visitam a Toy Show, considerada a maior loja geek da América Latina. Em seguida, almoçam no restaurante Planeta's, local frequentado por Tiago desde a infância até o início de sua carreira. Néli Pereira, jornalista e consultora de inovação, também participa da estreia acompanhando Didi no Sabor de Fazenda, um viveiro especializado em plantas e hortaliças na Zona Norte de SP. Lá, as duas compram ervas para utilizar em drinks, feitos por Néli, em seu bar, o Espaço Zebra.

Entre os demais lugares visitados na temporada estão a Galeria do Rock, o Parque Villa Lobos, o Minhocão e o Farol Santander. Gastronomia, cultura, esporte e moda também fazem parte do roteiro da atração.

À frente do programa há mais de 10 anos, Didi Wagner tem no passaporte o carimbo de locais como Chile, Lisboa, República Tcheca, Tailândia, Suíça, Japão e, claro, São Paulo, onde tudo começou.

"LUGAR INCOMUM" NO MULTISHOW
Estreia: Segunda, 21 de maio, às 18h.
Exibição: Toda segunda, às 18h.



BATE-PAPO COM DIDI WAGNER SOBRE A NOVA TEMPORADA DE "LUGAR INCOMUM" NO MULTISHOW

1 - Como foi gravar a nova temporada do Lugar Incomum durante a pandemia?
Didi Wagner - Eu me senti realizada em poder fazer a nova temporada do Lugar Incomum em São Paulo. Eu já nutria há muito tempo a vontade de explorar mais a fundo a cidade onde eu moro, desbravar os lugares e as pessoas que fazem São Paulo ser essa metrópole tão interessante. Queremos levar esse conteúdo para dentro das casas de todos com a intenção de mostrar que, apesar dos desafios, dificuldades e tanta tristeza trazidas pela pandemia, a cidade de São Paulo ainda existe - e resiste. É impressionante ver a força da capital e seu poder de reinvenção entre os moradores, negócios e atrações, mesmo em um momento tão delicado e marcado pelas incertezas. Durante as gravações, experimentei uma ambivalência de sentimentos. Ao mesmo tempo em que eu fiquei contente pela concretização desse projeto, senti fortemente os pesares dessa era tão complicada que estamos enfrentando. A preocupação com o coletivo é preponderante. Nós seguimos um rígido protocolo de segurança para minimizar ao máximo qualquer risco para a equipe e para os convidados do programa.

2 - Por que a escolha da cidade de São Paulo?
Didi Wagner - É um sonho antigo meu gravar em São Paulo. Para quem não sabe, o 'Lugar Incomum' começou em São Paulo, em 2006. Fazia apenas 14 anos que não gravamos aqui (risos). É um sonho poder mostrar as belezas e atrações de uma das maiores cidades do mundo, que está em nível de igualdade a tantas outras localidades onde já gravamos. Amo São Paulo, sou daqui e tenho uma relação muito forte com essa cidade. Acredito demais em sua potência. E por fim, claro, levando em consideração que estamos passando por uma pandemia e que o ideal é não circular pelo mundo, por que não colocar o foco da nova temporada no lugar onde moro?

3 - Qual é a característica mais marcante de SP? Pode ser cultura, gastronomia, opções de lazer etc.
Didi Wagner - A meu ver, o grande diferencial de São Paulo, assim como o de tantos outros destinos do mundo, são as pessoas. São elas que fazem a cidade ser o que é. Atuam em diferentes áreas como gastronomia, cultura, esporte e moda. Mais do que os belos, curiosos e algumas vezes históricos lugares da cidade, que são incríveis e muito interessantes também, as pessoas representam efetivamente São Paulo. Apresentaremos nas gravações cidadãos que gostam de onde moram, buscam trazer coisas boas, mensagens esperançosas e negócios inspiradores para essa cidade tão complexa e amada.

4 - A cidade está preparada para receber turistas no atual momento?
Didi Wagner - Nos lugares onde gravamos, nós pudemos observar o cuidado e atenção dados aos protocolos de segurança instituídos pelas autoridades. É fundamental e necessário que as pessoas tenham consciência de que estamos ainda em uma pandemia e que todos nós temos que agir com cautela e responsabilidade.

5 - Quantos dias você acha suficientes para quem nunca esteve na cidade conseguir conhecer o melhor que São Paulo tem a oferecer?
Didi Wagner - São Paulo é uma das maiores cidades do mundo, portanto são necessários alguns dias para vivenciar suas peculiaridades e aproveitar sua grandiosidade. É importante planejar o que se deseja visitar e tentar organizar a logística para poder conhecer bem a cidade. Mesmo assim, nunca haverá tempo suficiente para visitar tudo, e essa é a beleza de um dos grandes centros urbanos mais interessantes do mundo: você sempre vai ter motivos para querer voltar!

6 - Dos destinos visitados, quais você acha mais interessantes e por quê? O que mais te chamou atenção?
Didi Wagner - Foi muito bacana andar pela Avenida Paulista com uma das convidadas especiais dessa temporada e ouvi-la contar sobre a relação intrínseca que ela tem com uma das avenidas mais famosas da capital paulistana. No mesmo episódio, nós visitamos um ponto que nenhuma das duas conhecia ainda, o Mirante do Sesc Avenida Paulista, e foi muito legal presenciar o encantamento da convidada em observar Avenida Paulista vista do alto. Também gravamos no Parque do Ibirapuera, espaço de São Paulo com o qual sou bastante familiarizada, inclusive porque pratiquei durante muito tempo meus treinos de corrida ali. Nessa gravação, eu tive o prazer de assistir a um show incrível no Auditório Ibirapuera para um público de uma pessoa só: eu (risos). Ver nossa convidada talentosa cantar e também poder escutar histórias sobre sua vida paulistana trouxe um novo olhar sobre o parque e suas atrações. Eu também tive a oportunidade de visitar pela primeira vez diversos lugares de São Paulo. O enfoque do 'Lugar Incomum' é trazer novas visões para o que já conhecemos e apresentar personalidades novas e espaços inéditos a todos que nos assistem.

7 - São Paulo é uma cidade que funciona a todo vapor. O que você notou de especial nos locais públicos e estabelecimentos, em termos de cuidados tomados com relação à pandemia?
Didi Wagner - Nós tomamos muito cuidado na escolha dos locais onde gravamos. Vi realmente muita atenção e preocupação ao cumprimento das regras de segurança pelos restaurantes, hotéis, pontos turísticos e demais localidades por onde passamos. Também reparei que as pessoas estão usando máscara e respeitando as restrições. A cidade continua enfrentando a pandemia e todos tiveram que se adequar para viver suas vidas e suas rotinas, ao mesmo tempo em que é preciso ter cuidado com o coletivo.

8 - Qual a diferença entre essa e as outras temporadas de Lugar Incomum?
Didi Wagner - Todas as temporadas de 'Lugar Incomum' carregam em si experiências únicas. No caso desta nova temporada gravada em São Paulo, eu acredito que existe um valor muito grande em poder registrar a cidade, suas curiosidades locais e personalidades interessantes, em um cenário tão desafiador como este da pandemia. Nossas imagens trarão um registro importante desse momento: estão todos de máscara, fizemos uso de divisórias de acrílico durante as entrevistas e procuramos seguir o distanciamento sempre que possível. Mas o que realmente chama a atenção mesmo em todos os episódios é a resiliência da população e o poder de ressignificação da cidade de São Paulo.

9 - Quais foram as medidas tomadas para garantir a saúde e segurança da equipe/convidados?
Didi Wagner - A produção proporcionou absolutamente todos os recursos para a nossa segurança. Tivemos consultoria e acompanhamento diário de uma empresa referência em Biossegurança, seguimos rígidos protocolos de testes, distanciamento, cuidados com a higienização das mãos e equipamentos etc. Senti que as gravações foram realizadas da melhor maneira possível.

10 - São Paulo é carinhosamente conhecida como "a terra da garoa"... É verdade que não pode faltar uma roupa de frio, independente da época do ano em que se visita a cidade? Durante as gravações tiveram momentos de mudanças climáticas?
Didi Wagner - Gravamos em maio, e eu vou te dizer que pegamos umas cinco variações de temperatura no mesmo dia (risos!). Eu saía com casaco, daí ficava com calor e ficava de camiseta, depois tirava e colocava uma regata, e logo na sequência vinha o frio de novo... tudo isso com esse braço engessado... não é toda malha que cabe, todo casaco que entra... A logística com esse gesso e as variações de temperatura de São Paulo foi um tanto quanto complexa, mas tudo bem, vencemos (risos). Mas o mais importante é que demos muita sorte em relação às gravações externas porque pegamos somente um dia de chuva, ufa!

11 - Considerando a diversidade de programações disponíveis na cidade, o que se deve ter em mente ao preparar uma mala para passar uns dias curtindo São Paulo?
Didi Wagner - São Paulo é uma cidade super informal e casual. Se o visitante vier com um jeans e uma camiseta que gosta, vai poder circular à vontade em praticamente qualquer lugar da cidade. Em relação ao clima, é legal contemplar um casaco, uma roupa mais fresca, biquíni, um cachecol, gorro... (risos). Brincadeiras à parte, é isso: com um jeans, uma camiseta e um bom tênis você está pronto para se aventurar pela cidade.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fenômeno nas redes sociais, Maru Karv estreia como apresentadora no “Manda Nudes”

SÉRIE INÉDITA DO TLC ACOMPANHA CASAIS QUE COMEÇARAM SUAS HISTÓRIAS DE AMOR DENTRO DA CADEIA

RELACIONAMENTO EXPLOSIVO DE CHANTEL E PEDRO É TEMA DE SÉRIE INÉDITA NO TLC