“Cidade de Deus”, o 2º filme estrangeiro mais visto no mundo, ganha spin-off em projeto inédito

O curta metragem é um conteúdo exclusivo criado entre Vivo e Motorola para lançar o novo edge 30 ultra com o poder da conexão 5G da Vivo

 

Cena de "Buscapé" 

 

São Paulo, setembro de 2022 - Nesta segunda-feira (12), será lançado o curta-metragem 'Buscapé', fruto de uma parceria inédita da Vivo com a Motorola e idealizado pela agência VMLY&R. Produzido pela O2 Filmes e dirigido por Fred Luz, o curta nasce exatos 20 anos após o lançamento do premiado 'Cidade de Deus', do diretor Fernando Meirelles, trazendo para o público brasileiro a oportunidade de conferir um spin-off do filme que segue como um dos mais importantes da história do cinema, sendo a única produção brasileira a receber quatro indicações ao Oscar® e eleito recentemente como o segundo filme estrangeiro mais assistido no mundo, de acordo com estudo realizado pela plataforma online Preply.

 

O projeto nasce não só para homenagear os 20 anos de história do filme 'Cidade de Deus', mas também para lançar o novo motorola edge 30 ultra com o poder da conexão 5G da Vivo. A amizade entre Buscapé e Barbantinho é o fio condutor dessa nova história, e os atores Alexandre Rodrigues e Edson Oliveira, mais uma vez, dão vida aos icônicos personagens. No spin-off, Buscapé volta à Cidade de Deus, agora como fotojornalista profissional, para cobrir um evento especial dentro da comunidade, mas muda seus planos ao se deparar com uma descoberta que dará início a uma investigação, usando a conexão 5G da Vivo e o novo edge como seus aliados.

 

"É com prazer que vejo esta história ser revisitada. Desta vez pelas mãos do Fred Luz, que colocou o foco no que há de positivo na comunidade, sua cultura, e não na violência", comenta Fernando Meirelles, produtor executivo do curta-metragem.

 

"Nossa pretensão, nossa vontade, é que existisse essa "cola" mesmo, essa relação entre o 'Cidade de Deus' e o 'Buscapé', mas também construindo uma identidade proprietária para o curta, ele não pode ser só um 'Cidade de Deus' refilmado agora, mas é o que muda de lá pra cá, como é que a gente olha para essa obra 20 anos depois e como a gente interpreta as escolhas. Mergulho muito intenso, de muito aprendizado e de muita escuta", revela Fred Luz.

 

"Ter a tecnologia como fio condutor dessa história é uma forma de destacar seu papel transformador e fazer uma grande homenagem ao filme mais icônico do cinema brasileiro", afirma Marina Daineze, diretora de Marca e Comunicação da Vivo.

 

"Esse projeto resgata uma tradição da marca Vivo de criar conteúdos que homenageiam grandes marcos da cultura brasileira. Agora, 20 anos depois do lançamento do maior filme brasileiro de todos os tempos, a união da Vivo com a Motorola possibilita a reunião dos principais envolvidos no filme original. Uma celebração histórica, para um filme histórico", comenta Rafael Pitanguy, CCO da VMLY&R.

 

"Os smartphones são hoje parte essencial da vida dos consumidores. Com a tecnologia, a criação de conteúdo torna-se cada vez mais viável. Foi por isso que colocamos o smartphone em ação. Sem ter uma câmera profissional, o personagem Buscapé usa o celular na investigação jornalística, com todos os recursos na palma da mão para gerar um conteúdo de qualidade", afirmou Andrea Brandi, head de Branding da Motorola.

 

O curta-metragem poderá ser assistido no site da Vivo ou no canal da Vivo no YouTube, além de estar disponível na íntegra para assinantes do Vivo Play. Para potencializar a divulgação, 'Buscapé' contará com uma estratégia de comunicação considerando mídia exterior nas principais capitais do país, trailer em salas de cinema e mídia online com diversas pílulas de conteúdo destacando as features do novo smartphone utilizado pelo protagonista da história.

 

Cena de "Buscapé"

 

Buscapé 20 anos depois

A produção desse projeto exclusivo conta com a participação de nomes de peso do longa original, como César Charlone,que participou da pré-produção e das reuniões iniciais do novo projeto, visitando locações com Fred Luz. E de Cecília Homem de Mello, Rodrigo Carvalho, Bia Salgado, Antonio Pinto e Christian Duurvoort. Paulo Lins, autor do livro que deu origem à história exibida nas telas dos cinemas de todo o mundo, também teve participação especial na construção do 'Buscapé'.

 

Para trazer à tona esse trabalho, o curta contou com cinco dias de preparação de elenco, três dias de teste para cabelo e maquiagem e quatro diárias de filmagem. Ao todo, 120 pessoas foram mobilizadas na equipe e 169 figurantes estiveram ao longo da filmagem. O material final conta também com filmagens de algumas cenas feitas com o próprio smartphone motorola edge 30 ultra, que possui sistema de câmera com a maior resolução do mercado.

 

"A primeira palavra que vem à minha cabeça é desafio! Quando o Fernando me convidou, acho que foi uma delícia, foi um presente, um convite para fazer parte, desenvolver um projeto como esse. É uma responsabilidade muito grande também, eu acho que você se relacionar com a dramaturgia do "Cidade de Deus" 20 anos depois e fazer um curta que tenha a pretensão de ser uma sequência, um spin-off, deste filme, merece um mergulho muito intenso, e esse mergulho, grande parte foi de saber ouvir, saber entender, pois um dos grandes méritos desse projeto, na minha opinião, foi trazer vários profissionais que desenvolveram a linguagem, a identidade, que enfim, construíram o filme "Cidade de Deus" lá atrás, junto com o Fernando", afirma Fred Luz. "Buscapé" de 14 minutos contou com filmagens realizadas pelo fotógrafo Rodrigo Carvalho.

 

Cena de "Buscapé"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

NICKELODEON ESTREIA SPYDERS

Pode preparar a pipoca!

Influenciadora Stephanie Silveira posta fotos sensuais do seu dia a dia na Privacy