Estúdio Olímpico da TV Globo e do SporTV transporta o público para a sede dos Jogos

Sportv-Globo

Repleta de inovações tecnológicas, a nova 'Caixa Mágica'será a casa das transmissões da TV Globo e do 'Ohayo Tóquio', programa diário do SporTV

A pandemia mudou planos em todo o planeta e adiou os Jogos Olímpicos de Tóquio em um ano. Será uma edição diferente, repleta de cuidados e sem público nas arquibancadas. Mas a disposição dos atletas em superar limites, a emoção e o espírito de união dos povos serão redobrados. E se não será possível ir a Tóquio, a TV Globo e o SporTV trazem Tóquio para o Brasil, com seu Estúdio Olímpico construído no Rio de Janeiro. Tecnologia de ponta, soluções virtuais e imagens em tempo real farão o espectador ser transportado para a capital japonesa. A magia entra em cena no dia 23, às 8h (de Brasília), data da cerimônia de abertura dos Jogos. A transmissão da TV Globo terá comando de Galvão Bueno, que estará ao lado do repórter Marcos Uchôa e de comentaristas que viveram de perto as emoções do maior evento esportivo do planeta: os ex-atletas Fabi, do vôlei, Flávio Canto, do judô, e Daiane dos Santos, da ginástica artística.

Montado nos Estúdios Globo, no Rio de Janeiro, em uma área de 400 m², o estúdio olímpico foi inspirado na arquitetura japonesa, que mistura tradição e modernidade. É uma evolução da "caixa mágica", conceito criado para o estúdio da Copa do Mundo da Rússia, em 2018. Três câmeras instaladas em Tóquio enviarão imagens ao vivo da sede dos Jogos para os quase 80 m² de telões de LED que compõem o cenário circular. Terá uma amplitude de 270 graus e será uma janela para Tóquio: quando for noite na capital japonesa, esta será a imagem que o telespectador verá, mesmo que no Brasil o sol ainda esteja brilhando. "O estúdio será uma janela virtual para termos a sensação de estar em Tóquio. Os telões serão preenchidos por peças virtuais temáticas dos elementos característicos de cada esporte. Isso nos permite fazer uma ambientação diferente a cada dia. Podemos brincar com elementos de todas as modalidades olímpicas", explica Gilberto Castanon, diretor de Tecnologia de Esporte e Eventos da Globo. 
 
O estúdio olímpico terá operação 21 horas por dia, das 17h às 14h do dia seguinte. Será o coração da super cobertura olímpica da TV Globo, com mais de 200 horas de conteúdo, e do SporTV, com seus quatro canais. Na TV Globo, Alex Escobar e Felipe Andreoli se revezam no espaço para entradas ao vivo em programas e telejornais, do 'Hora 1' ao 'Jornal da Globo', passando por 'Bom Dia Brasil', 'Jornal Hoje', 'Jornal Nacional', e também no 'Fantástico', aos domingos. É também de lá que Andreoli apresenta a edição nacional do 'Globo Esporte', e Lucas Gutierrez comanda o 'Esporte Espetacular'. O estúdio conta ainda com três cabines, de onde narradores como Galvão Bueno, Luís Roberto e Cleber Machado, e o time de comentaristas olímpicos transmitem os eventos da TV Globo. No SporTV, o 'Ohayo Tóquio', comandado diariamente por Marcelo Barreto e Bernardinho, abre  a jornada olímpica no SporTV, às 18h. Para o programa, o estúdio ganha identidade visual e mobiliário diferentes, com espaço para receber convidados.
 
 "Claro que não vamos dizer que estamos em Tóquio, mas o estúdio dará essa sensação. A tecnologia permitiu, por exemplo, que aumentássemos nosso ângulo de visão. Na Copa do Mundo da Rússia, o estúdio montado na Praça Vermelha em Moscou tinha uma visão de 180 graus. Agora, será de 270. É um dos trunfos da nossa cobertura olímpica e nos dará a oportunidade de transmitir toda a emoção de um evento que já nasce histórico", explica Joana Thimóteo, Diretora de Eventos do Esporte da Globo.   

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fenômeno nas redes sociais, Maru Karv estreia como apresentadora no “Manda Nudes”

SÉRIE INÉDITA DO TLC ACOMPANHA CASAIS QUE COMEÇARAM SUAS HISTÓRIAS DE AMOR DENTRO DA CADEIA

RELACIONAMENTO EXPLOSIVO DE CHANTEL E PEDRO É TEMA DE SÉRIE INÉDITA NO TLC